Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

I 'Hate' Paraisópolis

Moradora da favela vai a centro de umbanda e é apedrejada por evangélicos

Reprodução/TV Globo

Lilica (Thainá Duarte) sofrerá agressão por causa de sua religião em I Love Paraisópolis - Reprodução/TV Globo

Lilica (Thainá Duarte) sofrerá agressão por causa de sua religião em I Love Paraisópolis

ODARA GALLO

odara@noticiasdatv.com

Publicado em 3/10/2015 - 5h00

Depois de mostrar Soraya (Letícia Spiller) condenada a varrer as ruas da favela por ter cometido injúria racial contra Patrícia (Lucy Ramos), I Love Paraisópolis, novela das sete da Globo, abordará a intolerância religiosa. Em uma cena do capítulo do dia 12, Lilica (Thainá Duarte) será agredida a pedradas por um grupo de evangélicos ao voltar de seu batismo em um centro de umbanda. Eva (Soraya Ravenle), que é da mesma religião dos agressores, colocará os companheiros de igreja para correr após ver a garota com a cabeça ensanguentada.

Lilica aparecerá toda feliz voltando para casa após o ritual de iniciação, acompanhada de Deodora (Dani Ornellas), que estará orgulhosa da filha. “Você é que tava linda, filha. Tão linda como nossa mãe Oxum”, dirá a cuidadora de Izabelita (Nicette Bruno). Nesse momento, as duas serão abordadas por um grupo de evangélicos intolerantes. “Sua macumbeira! Não tem vergonha, não? Vai pro terreiro fazer despacho e ainda leva a filha!”, gritará um deles.

A garota ficará assustada, sem entender por que está sendo agredida. “Quem são essas pessoas, mãe?”, perguntará. “Não diz nada, filha. Não aceita provocação”, falará Deodora, tensa. Um dos agressores berrará palavras de ordem e arremessará uma pedra na cabeça de Lilica. “Nós vamos fazer justiça, em nome de Jesus!”, falará. Deodora ficará transtornada ao ver a filha suja se sangue e chorando e enfrentará o grupo. “Seus loucos! O que vocês fizeram com a minha filha?”

Quem acabará com o ataque será Eva, que aparecerá com Paulucha (Fabiula Nascimento) para expulsar os evangélicos. “Vocês deviam limpar a boca antes de falar em Jesus. Eu sou evangélica, mas tenho vergonha de gente como vocês. Vocês não merecem ser chamados de evangélicos. Cristão de verdade não tem essa atitude covarde”, discursará. Ela ainda conterá a reação explosiva da amiga e ameaçará chamar a polícia. “Calma, Paulucha. Violência não leva a nada. Eu vou é ligar pra polícia. Intolerância religiosa é crime. No templo que eu frequento, o pastor sempre repete isso. Saiam daqui. Já!”

Após o incidente, Lilica será levada ao posto de saúde para costurar o pequeno corte na cabeça e, na casa de Eva, mostrará superioridade com relação aos agressores. “No fundo, eu tenho pena daquela gente, sabia?”, concluirá. 


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro


Últimas de I Love Paraisópolis


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Traída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabem

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas