Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Babilônia

Laís vai morar com Rafael e detona Aderbal em público: 'Não voto nele'

Divulgação/TV Globo

Luísa Arraes (Laís) em cena da novela Babilônia, da Globo; jovem declara guerra ao pai - Divulgação/TV Globo

Luísa Arraes (Laís) em cena da novela Babilônia, da Globo; jovem declara guerra ao pai

MÁRCIA PEREIRA

Publicado em 20/8/2015 - 20h55
Atualizado em 21/8/2015 - 5h00

Laís (Luísa Arraes) sairá do coma e inocentará Rafael (Chay Suede) da acusação de tentativa de homicídio em Babilônia, novela das nove da Globo. Ela dará uma entrevista a alguns repórteres na saída do hospital, e contestará o pai, Aderbal (Marcos Palmeira). A estudante dirá que quem colocou droga em sua bebida queria prejudicar seu noivo. A jovem ainda vai detonar o prefeito: "Eu não voto no meu pai e não aprovo o projeto político dele", dirá Laís. Assim, ela vai declarar guerra ao corrupto e irá morar na casa do noivo.

Laís estará acompanhada do amado e de Teresa (Fernanda Montenegro). Após perder o pai, Carlos Alberto (Marcos Pasquim), Fred (Filipe Ribeiro) revelará a Rafael que participou da armação contra ele a mando de Guto (Bruno Gussoni). O jovem pedirá perdão ao universitário por tudo o que fez ao longo da trama, mas não aceitará testemunhar a seu favor. Ele aparecerá indo embora do Brasil. Fred decidirá recomeçar sua vida na Austrália. 

Essas cenas irão ao ar já no capítulo deste sábado (22). A sequência em que Laís sai do coma promete ser emocionante. Com a trilha sonora do casal, Amor Meu Grande Amor, ela começará a mexer a mão e abrirá os olhos. "Onde é que a gente está?", perguntará ela a Rafael. 

"Você esteve muito mal, Laís. Teve uma hora que eu achei que ia te perder. Acho que eu morria junto, se você...", falará Rafael. Ele cuidará da noiva no quarto do hospital, e o telespectador verá imagens das belas paisagens cariocas com a legenda: "Dias depois". 

Guerra declarada

Em seguida, Laís já aparecerá com repórteres e fotógrafos na saída do hospital. "O Rafael é inocente. Deram uma garrafa na mão dele, eu vi. Ele não fazia ideia de que tinha droga ali. Quem fez isso queria atingir o Rafael, era pra ele beber e passar mal", vai declarar a jovem. 

Teresa afirmará que espera provas mais contundentes para poder fazer uma acusação formal, já que a única testemunha se negou a depor. "Eu aceitei falar com vocês porque soube que o Rafael está sendo acusado nos jornais, na Justiça, e eu tenho certeza de que ele não tem culpa de nada. Eu amo o Rafael, ele me ama, nós dois fomos vítimas nessa história", afirmará a filha de Aderbal. 

"O seu pai declarou que...", dirá um repórter, sendo interrompido pela garota. Firme, exaltada, ela vai disparar: "As pessoas deviam parar de ouvir as palavras e prestar mais atenção nas atitudes do meu pai. Principalmente os eleitores. Eu não voto no meu pai e não aprovo o projeto político dele", esbravejará Laís. 

As declarações dela vão cair como uma bomba em sua casa. Pai e filha vão discutir feio, ela já estará disposta a sair de casa, mas Aderbal dará a palavra final, expulsando-a. Nessa sequência, Consuelo (Arlete Salles) praticamente vai confessar que ela e o filho armaram para separar os dois. Maria José (Laila Garin) ficará transtornada e arrasada ao ver a filha deixar o apartamento da família. Laís irá morar na casa de Rafael.  


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Web Stories

+
Bárbara, Kelvin e Medina: Atletas brasileiros se envolvem em tretas nas OlimpíadasAna ou Manuela? Saiba quem fica com Rodrigo no final de A Vida da GenteComo Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acaloradaFim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple Brasil

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?