Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DESPEDIDA DE SOLTEIRO

Há 28 anos, Globo censurou personagem HIV positivo em novela das seis

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator João Vitti posa para câmera caracterizado como Xampu, seu personagem em Despedida de Solteiro (1992)

João Vitti interpretou Xampu em Despedida de Solteiro (1992); HIV positivo do personagem foi censurado

REDAÇÃO

Publicado em 4/6/2020 - 5h15

Antes de ser mais conhecido como pai de Rafael Vitti, o ator João Vitti ficou famoso no Brasil como Xampu, um dos protagonistas de Despedida de Solteiro. Na novela, que foi ao ar na Globo há 28 anos, ele interpretou um ex-presidiário que tinha hepatite B. Mas a ideia inicial da trama, censurada pela Globo, era de que Xampu fosse HIV positivo.

Na história, quatro amigos participavam de uma festinha de despedida de solteiro de um deles numa cachoeira. Mas o problema começava quando, na manhã seguinte, uma prostituta era encontrada morta no local. Os quatro eram condenados pelo crime (que não cometeram) e passavam sete anos na cadeia.

Xampu, que tinha esse apelido por conservar cabelos bem tratados, foi quem mais sofreu na prisão. Ele contraiu hepatite B após brigar com outro presidiário e definhou com a doença. Mas a ideia inicial do autor Walther Negrão era fazer uma campanha de conscientização em relação à disseminação de Aids em casas de detenção.

Em sua pesquisa para a trama, ele visitou presídios e ficou impressionado com a alta incidência da doença entre os internos --16% da população carcerária era HIV positivo em 1992, segundo o autor.

"Foi uma experiência marcante. Achei que a novela poderia funcionar como um alerta para a precária situação dos presos aidéticos. A TV pode e deve fazer esse merchandising social. Mas, na época, a Globo censurou a minha ideia, com o argumento de que o tema seria um 'voduzão' para uma novela das 18 horas", disse Negrão, segundo o site Teledramaturgia.

Assim, após censura da Globo, Xampu não foi estuprado por outro preso na novela. Ele contraiu hepatite B numa briga de faca com um inimigo de cadeia que já estava contaminado. "Fiquei com pena. Até plasticamente é muito complicado mostrar um personagem depauperado pela Aids", comentou Negrão.

O destino do personagem, ainda assim, foi triste. Quando libertado, Xampu já estava com a saúde muito debilitada. Como seu último desejo, ele se casou com Bianca (Rita Guedes), e pouco tempo depois morreu.

O ator João Vitti, no entanto, continuou acreditando intimamente que a verdadeira causa mortis de seu personagem foi a Aids. Ele gravou cenas de Xampu no antigo complexo presidiário do Carandiru, em São Paulo, e chegou a visitar uma ala chamada de "sanatório", onde ficavam os presos soropositivos.

"O Xampu morreu de Aids, mas isso nunca ficou claro na trama. Não sei se foi alguma questão interna, ou se foi porque era uma novela das seis, mas ele morreu porque na época a proposta do autor era abordar a Aids de uma forma discreta", disse o ator em entrevista ao Gshow.

O personagem Xampu foi relembrado no ano passado, em Verão 90 (2019), numa brincadeira das autoras. Numa cena, Janaína (Dira Paes) assistia a um capítulo Despedida de Solteiro na TV e comentou como o Xampu da novela era parecido com João Guerreiro, personagem de Rafael Vitti.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?