Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Sol Nascente

Gagliasso confessa: Assassino em série faz mais sucesso que mocinho

Reprodução/TV Globo

Bruno Gagliasso em cena da novela Sol Nascente, em que faz o apaixonado Mario - Reprodução/TV Globo

Bruno Gagliasso em cena da novela Sol Nascente, em que faz o apaixonado Mario

MÁRCIA PEREIRA

Publicado em 1/12/2016 - 6h02

No ar como o mocinho Mario de Sol Nascente, Bruno Gagliasso confessa que o personagem não gerou assédio de telespectadores. O ator conta que o público fala mais de seus cabelos grisalhos e das tatuagens do que das ações do mecânico da novela das seis. Diferentemente do serial killer Edu, da série Dupla Identidade (2014), que "mexia com a cabeça das pessoas" e é lembrado até hoje.

Com 34 anos de idade, 26 de carreira, Gagliasso tenta amenizar a falta de tempero de Mario. Afirma que precisava da leveza dele depois de ter feito um assassino em série e um cafetão, o Murilo de Babilônia (2015) . "Acredito que todo mocinho tem um lado cruel e todo vilão tem um lado bom. Não acredito em perfeição. O que tento é humanizar meus personagens", diz.

O ator afirma que o fato de ser menos assediado não quer dizer que Mario não seja querido pelo público. Para ele, a construção do personagem é atraente. Um protagonista que tem cara de vilão (visual bad boy), é rebelde e estourado, anda de motocicleta e também sabe ser extremamente romântico.

"Ouvi muito 'me mata' na época do Edu. Era um personagem em que usamos ingredientes para ele ter fãs, mulheres apaixonadas. Era um universo que mexia muito com a cabeça das pessoas, com o emocional. O próprio Ted Bundy, assassino em que me inspirei, tinha mulheres usando camisas dele, com frases dele, era um homem sedutor. Agora, faço outra pegada", compara.

Gagliasso conta que, mesmo passados dois anos, ainda é questionado se haverá uma segunda temporada de Dupla Identidade. "As pessoas querem mais", constata.

reprodução/tv globo

A atriz Brenda Sabryna nas mãos do assassino vivido por Gagliasso na série Dupla Identidade

Mais três meses
A previsão é que Sol Nascente fique no ar até 10 de março. Por isso, o ator não arrisca palpites sobre o que vai acontecer, a não ser que o casal Mario e Alice (Giovanna Antonelli) deve se separar para depois reatar no final.

"Demorou um pouco para eles ficarem juntos, acho que poderiam ter ficado junto antes. Mas vai ter que ter alguma coisa muito forte para separar os dois, senão não é novela", comenta.

A caracterização do personagem é o que mais tem a ver com o ator. Ele conta que pela primeira vez está mostrando suas tatuagens em uma novela e também coloca peças de seu guarda-roupa, como botas e pulseiras, no figurino de Mario.

"Essa família também lembra a minha, típica italiana. Aracy [Balabanian, que faz Geppina] lembra muito minha avó. Me emociono muito nas cenas com ela. Essa coisa de fazer a comida para a família inteira se reunir à mesa", conta o ator.

Aliás, o galã engordou três quilos fazendo Sol Nascente, porque todo o seu núcleo come para valer em cena. "E não é pouca comida não", revela.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Últimas de Sol Nascente


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?