Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MAYARA MAGRI

Ex-atriz da Globo desenterra cena de aborto que nunca foi ao ar: 'Me marcou'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO e INSTAGRAM

Montagem de fotos com a atriz Mayara Magri na série Delegacia de Mulheres (à esquerda, em 1990) e atualmente (à direita)

Mayara Magri na série Delegacia de Mulheres (1990) e atualmente (à dir.); atriz relembrou cena cortada em novela

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 26/10/2020 - 9h22

Fora do ar desde uma participação no humorístico Toma Lá Da Cá (2007-2009), Mayara Magri poderá ser vista em breve na reprise de O Salvador da Pátria, novela de 1989 que será reexibida no canal Viva. Sobre a trama, a ex-atriz da Globo desenterrou a cena de aborto que gravou, mas que nunca foi ao ar. "Aquilo me marcou demais", relatou a artista.

Em entrevista à coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo, Mayara explicou que o assunto ainda era muito tabu para a época em que a novela escrita por Lauro César Muniz foi exibida pela primeira vez. 

Na trama, Mayara interpretou a personagem Camila, uma jovem rebelde que vivia em conflito com a mãe, Marina (Betty Faria). Na época, a atriz tinha 28 anos. 

"Gravamos uma cena em que a Camila descobria que estava grávida e fazia um aborto. Porém, a sequência acabou cortada, e tivemos que regravar outra, em que ela perdia o bebê por atropelamento. Aquilo me marcou demais, porque esse é um assunto que ainda gera muito tabu", avaliou a veterana de 58 anos. 

"Imagino que talvez essa cena não fosse ao ar nem nos dias de hoje, o que é uma pena. Já se passaram 30 anos e, ao invés de evoluir, parece que andamos para trás como sociedade. Fico completamente chocada com essa onda retrógrada que dominou não só o Brasil, mas o mundo", lamentou.

Sobre a reprise, a ex-Globo comemora o retorno à TV. "É impressionante como essas reprises têm uma repercussão enorme. Muitas pessoas me mandam mensagens e querem saber como eu estou. E 2020 virou o ano das reprises por conta da pandemia", constatou.

"Para quem gosta de novela, acho que tem um lado bom. As pessoas querem rever trabalhos que marcaram época. Isso ajuda a passar o tempo em dias tão difíceis", considerou a artista, que vem se dedicando totalmente ao teatro, mas que espera voltar às novelas um dia. 

"O teatro sempre foi o meu foco. Sou muito feliz com a minha carreira. Ganhei vários prêmios e tive ótimas oportunidades na TV, no cinema e nos palcos. O 'estar fora do ar' chega uma hora que fica normal. Não foi uma decisão minha, foi um afastamento involuntário. Mas não me falta trabalho", declarou a atriz famosa por Roda de Fogo (1986) e Delegacia de Mulheres (1990).

"Estou sempre fazendo alguma coisa e sinto muito orgulho da trajetória que construí. Claro, tenho vontade de fazer TV, sim. Ainda espero poder interpretar novos papéis no ar", desejou.

View this post on Instagram

#tbt Delegacia de Mulheres com @fc_luciaverissimo_oficial

A post shared by Mayara (@mayaramagrioficial) on

View this post on Instagram

Gente, eu tenho uma live hj ou amanhã e não sei a hora, alguém por favor, entre em contato comigo. Bjsssss

A post shared by Mayara (@mayaramagrioficial) on

Prêmio NTV Melhores do ano

TUDO SOBRE

Globo


Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Gui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?Quanto Mais Vida, Melhor enfrentou perrengues mesmo antes de estrear; conheça a trama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas