Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

A Regra do Jogo

Djanira 'compra' Ascânio e descobre que Toia é herdeira de uma fortuna

Reprodução/TVGlobo

Cassia kis (Djanira) em cena da novela das nove da Globo, A Regra do Jogo - Reprodução/TVGlobo

Cassia kis (Djanira) em cena da novela das nove da Globo, A Regra do Jogo

REDAÇÃO

Publicado em 2/10/2015 - 8h19

Ascânio (Tonico Pereira) revelará a Djanira (Cassia Kis) o motivo de Romero (Alexandre Nero) estar tão interessado em Toia (Vanessa Giácomo) em A Regra do Jogo, da Globo. O bandido pedirá R$ 10 mil à professora para contar toda a história, mas, como ela só lhe entregará R$ 1.000, ele dará só uma pista: "A sua filhinha, a Toia, ela é, como eu posso dizer? Uma pedra preciosa. Não, não, um tesouro escondido que ninguém sabe o valor", dirá ele, e Djanira deduzirá que a filha é herdeira de uma fortuna.

A professora resolverá procurar Ascânio depois de uma conversa com Adisabeba (Susana Vieira). A "rainha" do morro dirá à amiga que ela precisa descobrir o que está por trás das ações de Romero envolvendo Toia e Juliano (Cauã Reymond). "Romero não dá ponto sem nó. Algum motivo prático ele tem para ficar marcando ponto na sua casa assim, com tanta insistência", falará a loira.

Djanira sairá da casa de Adisabeba disposta a conseguir essa informação com o "capacho" do ex-vereador. Ela ficará vigiando a cobertura de Romero e, assim que o filho sair, ela subirá e tocará a campainha. O malandro se tornará mordomo dele e de Atena (Giovanna Antonelli). 

Ascânio estranhará a visita de Djanira, querendo falar justamente com ele. "Você vai me dizer tudo o que você sabe sobre o Romero! Por que que ele tem essa obsessão com a Toia? O que ele quer com a minha filha?", questionará a senhora.

Ele provocará Djanira questionando o que ela pode oferecer em troca. A professora tirará R$ 1.000 da bolsa, mas o malandro pedirá mais R$ 9.000 para contar a história completa. Ao ouvir que Toia é "uma pedra preciosa, um tesouro escondido" ela irá embora refletindo sobre o assunto.

Quebra-cabeça

Assim que encontrar Adisabeba, a professora matará a charada: "A Toia não é filha dos meus amigos paraenses que morreram num naufrágio. Eu menti para ela a vida inteira. Ele é filha de um cara aí, que foi assassinado. Um cientista. Esse tal tesouro escondido aí deve ser a herança desse cara", constatará ela.

Djanira ainda explicará à amiga que Romero só permitiu que ela ficasse com Toia se escondesse sua origem, escondesse que ela era uma sobrevivente da chacina de Seropédica. "Se a Toia descobre isso, nunca vai me perdoar! E você vai me prometer uma coisa: não comenta nada disso com a Toia, nem com ninguém", pedirá Djanira.

Essa sequência irá ao ar no dia 14 na novela das nove. Djanira passará a negociar um vídeo comprometedor de Romero com Ascânio. Ele pedirá R$ 20 mil pelo DVD com imagens que comprovam que ele é da facção criminosa. A professora pegará o dinheiro com Adisabeba e comprará o vídeo, mas Atena roubará a bolsa dela instantes depois.

Djanira resolverá contar tudo a Juliano, que correrá para o escritório da ONG e quebrará a cara de Romero. Após apanhar, o ex-vereador chamará Toia para uma conversará e revelará que ela é sobrevivente da chacina, mostrando sua certidão de nascimento original e uma foto dela da época. 


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Últimas de A Regra do Jogo


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
Final de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semanaFaustão na Band abala concorrentes com ibope histórico e equipe provoca RecordAntes da estreia, BBB22 já rendeu treta entre famosos, tentativa de redenção e mais

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas