Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

RECONHECIMENTO

Canal Viva exibe alerta em novelas antigas que reproduzem costumes preconceituosos

GIANNE CARVALHO/TV GLOBO

Os atores Taís Araújo e Matheus Nachtergaele caracterizados como Preta e Helinho em cena de Da Cor do Pecado

Preta (Taís Araujo) e Helinho (Matheus Nachtergaele) em cena de Da Cor do Pecado (2004)

DANIELE AMORIM

daniele.amorim@noticiasdatv.com

Publicado em 20/4/2021 - 17h41

Desde segunda (19), o Viva passou a exibir um alerta nas novelas antigas que são reprisadas no canal. No fim do primeiro capítulo de Da Cor do Pecado (2004), foi veiculado o seguinte aviso ao telespectador: "Esta obra reproduz comportamentos e costumes da época em que foi realizada".

Em nota ao Notícias da TV, a empresa reforçou que o anúncio foi inaugurado nesta novela, mas será exibido também nas demais reprises: A Viagem (1994), O Salvador da Pátria (1989) e Era Uma Vez (1998).

O alerta foi comentado por usuários no Twitter na segunda-feira. Nas postagens, os seguidores elogiaram a iniciativa: "Fiquei positivamente surpreso com o Viva colocando esse aviso. É um recado óbvio? É. Mas estamos numa época que infelizmente o óbvio precisa ser repetido sempre. Acho que demorou para colocarem em todas as reprises com mais de cinco anos de idade", comentou Fábio Garcia. 

Já o seguidor Devid Purificação comparou o aviso do canal Viva ao alerta exibido no Disney + sobre o filme Peter Pan (1924). A plataforma de streaming é mais assertiva e ressalta todos os comportamentos preconceituosos que estão presentes no filme dos anos 1920. 

A trama de João Emanuel Carneiro tem diversos pontos que são problemáticos atualmente, como a vilã racista Bárbara (Giovanna Antonelli), o racismo sofrido por Preta (Taís Araujo) por meio dos parentes de Paco (Reynaldo Gianecchini) e a família homofóbica de Abelardo (Caio Blat). 

Até mesmo o nome da novela seria inadequado para os dias de hoje. A expressão "da cor do pecado" é associada a sexualização de mulheres negras e também faz relação ao período de escravidão no Brasil. A sociedade imperial justificava o fato de negros serem feitos de escravos como uma espécie de "castigo divino", ligado a supostos pecados por conta da cor.

Confira a nota do Canal Viva na íntegra:

"A iniciativa dessa cartela de contexto de época começou ontem em todas as nossas quatro novelas. Iniciamos no horário nobre, com a estreia de Dar Cor do Pecado, e estendemos para as demais. A partir de agora vamos fazer isso em toda a programação. Como relembramos ao final da novela, nossas obras reprisadas reproduzem costumes e comportamentos da época em que foram realizadas, um retrato da sociedade que evolui – e de uma Globo que evolui junto com ela."


Saiba tudo que vai acontecer nos próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#55 - Casal fura olho e premonição: Emoções em A Vida da Gente!" no Spreaker.


Leia também

Web Stories

+
De violência doméstica a desemprego: Como está o elenco de Roque SanteiroDe Fernanda Montenegro a Sônia Braga: Cinco atrizes que entraram para a históriaDe série com Liniker a nova temporada de Elite: Confira os lançamentos da semanaBastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãs

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou de ver Tiago Leifert no comando da Super Dança dos Famosos?