INTERESSE EM ALTA

Filmes grátis: Indústria pornô aproveita quarentena para conquistar assinantes

DIVULGAÇÃO/SEXY HOT

A atriz Patty Kimberly abraçada com ator na cama em filme pornô da produtora Sexy Hot

Casal em filme pornô da Sexy Hot: indústria de filmes adultos oferece conteúdo gratuito na quarentena

VINÍCIUS ANDRADE - Publicado em 26/03/2020, às 05h37

Com novelas reprisadas, séries paralisadas, programas fora do ar e competições esportivas em pausa, os diversos conteúdos disponíveis na web são opções de entretenimento durante o período da quarentena. Uma indústria que tem se aproveitado desse momento é a pornográfica, que passou a ser ainda mais consumida e está oferecendo filmes grátis na tentativa de aumentar a base de assinantes.

Plataforma da Globosat, programadora de canais pagos do Grupo Globo, o Sexy Hot viu o número de visitas de seu site aumentar 31% no período de 14 a 19 de março na comparação com os dias 7 e 12 do mesmo mês. O número de usuários também subiu 25%, e a quantidade de visualizações nos vídeos cresceu 15%.

Na semana passada, a empresa disponibilizou dez filmes de graça no site. Basta digitar "fique em casa" na busca e as opções disponíveis vão aparecer. No catálogo, produções como TV Tesão - Jornal da Noite, Preço Alto e A Primeira Vez a Gente Nunca Esquece, todas voltadas ao público heterossexual. Não é necessário fazer cadastro para assistir.

Ao lado de cada filme, tem uma propaganda do serviço pago. "Que tal ver milhares de cenas, filmes e séries explícitos quando e onde quiser? No Sexy Hot você ainda encontra conteúdos exclusivos", convida o anúncio. O plano digital oferece sete dias de degustação e depois cobra uma assinatura de R$ 19,90 por mês, valor mínimo exigido para clientes do serviço na TV paga.

Além do site, o Sexy Hot disponibilizou mais nove produções de longa e curta duração, por meio da plataforma video on demand das operadoras de TV por assinatura, como o Now (para clientes da Claro/Net), Vivo Play e Sky Play. Esses conteúdos são mais diversificados e atendem outras orientações sexuais (inclusive hétero).

A estratégia de deixar filmes gratuitos foi iniciada pelo Pornhub, um dos sites pornô mais acessados do mundo. A plataforma, que já havia liberado o acesso premium para Itália, França e Espanha, estendeu o benefício a todos os países nesta semana.

Ao acessar o site, aparece uma tela cheia com uma mensagem e duas opções para clicar: "Eu aceito me autoisolar para curtir os vídeos premium de graça" ou "Eu não posso me autoisolar, mas prometo lavar as mãos com frequência e evitar aglomerações".

Ao selecionar uma delas, o usuário faz uma inscrição com nome, e-mail e senha, sem a necessidade de colocar cartão de crédito, e pode aproveitar a promoção até 23 de abril. Se a pessoa quiser continuar usando depois desse período, terá de desembolsar US$ 9,99 (R$ 50,30) mensais.

"Com quase um bilhão de pessoas presas em todo o mundo por causa da pandemia do coronavírus, é importante que ajudemos e forneçamos uma maneira agradável de passar o tempo", defendeu o vice-presidente do PornHub, Corey Price, em comunicado publicado no jornal New York Post.

Conforme informou o colunista Ricardo Feltrin, do UOL, o setor de filmes adultos é um dos grandes beneficiados nesse período de quarentena. Maior site pornô do Brasil, o Brasileirinhas registra o dobro de assinaturas diárias desde o último dia 16, quando o número de pessoas confinadas em casa aumentou.

A empresa, no entanto, não colocou nenhum conteúdo de graça porque entende que pornografia é para quem tem renda, já que a gratuidade pode atrair o interesse de crianças e adolescentes.

Tudo sobre

Dicas de Filmes Pornô

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook