Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

MARATONA NA QUARENTENA

Dor de cabeça para a Netflix, saga Harry Potter chega de graça a streaming rival

Divulgação/Warner Bros.

Os atores Rupert Grint, Emma Watson e Daniel Radcliffe em cena de Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Rupert Grint (à esq.), Emma Watson e Daniel Radcliffe em Harry Potter e o Enigma do Príncipe: maratona

REDAÇÃO

Publicado em 31/3/2020 - 18h49

Harry Potter é uma das grandes pedras no sapato da Netflix no Brasil, onde os fãs do bruxinho pedem à plataforma que disponibilize os oito filmes da franquia o tempo todo. Pois o menino com a marca de raio na testa estará disponível no streaming para quem está enfrentando o isolamento social, e de graça --só que em um serviço concorrente.

A partir desta quarta-feira (1º), sete dos oito longas da saga estrelada por Daniel Radcliffe poderão ser vistos no Telecine Play, serviço de streaming do canal de filmes do Grupo Globo. A única exceção é o quinto capítulo, Harry Potter e a Ordem da Fênix (2007) --que, curiosamente, está no catálogo da Netflix.

Atualmente, assinantes do Telecine Play já podem conferir na plataforma Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001), Harry Potter e a Câmera Secreta (2002), Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (2004) e Harry Potter e o Cálice de Fogo (2005), os quatro primeiros filmes dos personagens criados por J.K. Rowling.

Em abril, se juntam à coleção os três longas derradeiros da franquia: Harry Potter e o Enigma do Príncipe (2009) e as duas partes de Harry Potter e as Relíquias da Morte (2010 e 2011) --esses três também estão na Netflix.

Para clientes novos, a opção de maratonar os longas durante a quarentena fica de graça: o Telecine oferece os primeiros 30 dias de acesso para novos usuários da plataforma de streaming sem cobrar nada.

Confira o trailer de Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2, último filme da franquia do jovem bruxo:

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?