MERCADO

Menos de um mês após demitir cúpula da ESPN, executivo deixa a Disney

Zé Paulo Cardeal/Divulgação

O engenheiro elétrico Michel Piestun em frente a logotipo da Fox

Michel Piestun quando assumiu a direção da Fox; desde março, ele comandava a Disney no Brasil

DANIEL CASTRO - Publicado em 09/09/2019, às 19h44

Principal executivo da Disney no Brasil, líder do processo de fusão com a Fox, o engenheiro elétrico Michel Piestun deixou o cargo de gerente-geral da companhia nesta segunda-feira (9). A demissão de Piestun ocorre menos de um mês após ele ter rescindido contratos com 11 importantes profissionais da ESPN, entre eles o vice-presidente de Jornalismo e Produção, João Palomino, e os comentaristas Juca Kfouri e Arnaldo Ribeiro.

A Disney, por meio de sua assessoria de imprensa, confirmou ao Notícias da TV a saída de Piestun, mas não revelou os motivos. Disse que foi uma "decisão mútua". O novo chefe da empresa no Brasil ainda não é conhecido.

Com passagens pela Samsung e Groupon, Piestun entrou no mercado de televisão por assinatura em março de 2017, quando assumiu o comando dos canais Fox. Com a compra da Fox pela Disney, em uma operação global de US$ 71,3 bilhões, passou dois anos depois a comandar toda a operação do grupo no Brasil, o que inclui os canais Disney, Fox (menos Fox Sports) e ESPN.

Nos últimos cinco meses, o executivo colecionou inimigos com uma política agressiva de transformação, que resultou em dezenas de demissões. Sua primeira vítima foi o argentino German Hartenstein, demitido em abril, depois de 14 anos como principal executivo da ESPN no Brasil.

Em 14 de agosto, Piestun surpreendeu o mercado ao dispensar, de uma só vez, João Palomino, então primeiro executivo da ESPN; os comentaristas Juca Kfouri, Arnaldo Ribeiro, Claudio Arreguy, Eduardo Tironi, Maurício Barros e Rafael Oliveira; o apresentador João Carlos Albuquerque (o Canalha); a gerente de produção, Renata Netto; a diretora de arte, Stela Spironelli; e o editor-chefe Guilherme Graziano.

Piestun assumiu ele mesmo a direção dos canais ESPN no Brasil, mas nem teve tempo de esquentar a cadeira. Ficou só três semanas e meia na função.

A Disney está passando por um processo de transformação desde que adquiriu a Fox. No ano que vem, vai lançar no país sua plataforma de streaming, Disney+, que pretende bater de frente com a Netflix.

Daniel Castro
DANIEL CASTRO transformou a coluna de Televisão da Folha de S.Paulo na mais relevante do país durante sua passagem pelo jornal, entre 1991 e 2009. Trabalhou no Notícias Populares (1995-96) e R7 (2009-13). E-mail: dcastro@noticiasdatv.com

Leia também

Comentários

Carregando… Carregando...