Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DESABAFO

Raul Gazolla entrega desejo canibal para 'mastigar' assassino de Daniella Perez

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Imagem de Raul Gazolla em entrevista ao podcast Papagaio Falante

Raul Gazolla em entrevista ao Papagaio Falante; ator detalhou revolta com Guilherme de Pádua

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 19/5/2022 - 21h10

Raul Gazolla admitiu que desejou ser canibal para "mastigar" Guilherme de Pádua, condenado pela morte de Daniella Perez (1970-1992). O viúvo da atriz recordou o assassinato e afirmou que reza constantemente para não encontrar o autor do crime.

"Não era amigo dele, então não tive uma relação maior com ele. Claro que depois que soube que tinha sido ele, meu desejo era me tornar um canibal. Nem encostar a mão nele, mas mastigá-lo", detalhou Gazolla em entrevista ao podcast Papagaio Falante.

Durante o bate-papo com Sérgio Mallandro e Renato Rabello, o ex-galã da Globo explicou o seu processo de luto após o crime: "Inicialmente, tive uma luta muito interna comigo mesmo porque pensei assim, ninguém passa por um momento desse impune. Você não vive isso e fica normal".

"Pensei. Vou me tornar um psicopata e vou buscar vingança, não só para o meu caso, também para o de pessoas semelhantes e acabar com a minha vida; ou vou me tornar um monge. Graças a Deus, não aconteceu nem uma coisa, nem outra porque tive muito apoio da minha família e da minha mãe", prosseguiu.

"A gente supera uma morte por acidente, uma morte por doença, a gente suporta uma morte de um ente querido. Mas quando é assassinato, eu posso conviver com isso, mas superar é outra coisa", complementou Gazolla.

Daniella foi morta aos 22 anos com 18 golpes de punhal dados por Guilherme de Pádua e sua então mulher, Paula Nogueira Thomaz. O assassino contracenava com a atriz na novela De Corpo e Alma (1992), a primeira que Gloria Perez assinou como autora.

Confira a entrevista de Raul Gazolla:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.