Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

GALÃ DE NOVELAS

Rafael Cardoso diz que foi hackeado após 'curtir' vídeo contra a Globo

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator Rafael Cardoso sentado no sofá do programa Conversa com Bial, em agosto deste ano, na Globo

Rafael Cardoso no Conversa com Bial, em agosto; ator diz que não 'curtiu' vídeo de ameaça à própria emissora

KELLY MIYASHIRO

Publicado em 30/10/2019 - 13h09

Rafael Cardoso disse que seu Instagram foi hackeado nesta quarta-feira (30). O ator se defendeu após viralizar a notícia de que teria curtido na rede social o vídeo em que o presidente Jair Bolsonaro ameaça dificultar a renovação das concessões da Globo. O galã de novelas, que está no México para as gravações da próxima trama das sete, Salve-se Quem Puder, contou que jamais faria isso. "Está hackeado, não fui eu", justificou ele.

"Fiquei sabendo pela mídia que eu curti o vídeo do nosso presidente falando da empresa onde eu trabalho. Como eu curtiria um negócio desse? Meu Instagram foi hackeado, estavam seguindo várias pessoas que eu não conheço, estavam curtindo vídeo por mim, e esse deve ter ido no embalo", completou Cardoso. 

O ator também disse que não se pronuncia sobre política e que não acredita "nessa política". Apesar da declaração, Rafael Cardoso segue os perfis de Carlos e Eduardo Bolsonaro, filhos de Jair Bolsonaro, e também Luciano Hang, dono da rede lojista Havan e grande apoiador do presidente.

O perfil oficial do ator, no entanto, não segue a conta do senador Flávio Bolsonaro, outro filho do presidente, justamente o que publicou o vídeo que Cardoso teria curtido. Nele, Bolsonaro reage violentamente a reportagem do Jornal Nacional que mostrou que a polícia investiga o presidente no inquérito que apura o assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco, em março de 2018. 

Além de funcionário da Globo, Cardoso também é genro de Sônia Bridi, jornalista da emissora de Roberto Marinho e mãe de Mariana Bridi. 

Confira a publicação em que Rafael Cardoso alega ter sido hackeado:

View this post on Instagram

Meu instagram esta rackeado então resolvi esclarecer as coisas!

A post shared by Rafael Cardoso 💡 (@rafaelcardoso9) on


Bolsonaro ameaça a Globo

As concessões da Globo vencem em abril de 2023. Até um ano antes, o presidente da República tem de enviar ao Congresso ato renovando ou revogando as concessões. Ou seja, isso acontecerá no governo Bolsonaro. O Congresso pode derrubar a decisão do presidente.

O presidente ficou irritado com a Globo após ser citado em uma reportagem do Jornal Nacional sobre a investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco. 

Segundo a Globo, o suspeito de matar Marielle foi até o condomínio do então deputado federal no dia do crime, e disse na portaria que iria à casa de Jair Bolsonaro, mas foi, de fato, à residência de outro envolvido na execução. O JN também mostrou que, no dia fatídico, Bolsonaro estava na Câmara dos Deputados, em Brasília.

"Isso é uma patifaria, TV Globo! TV Globo, isso é uma patifaria! É uma canalhice o que vocês fazem. uma canalhice, TV Globo. Uma canalhice fazer uma matéria dessas em um horário nobre, colocando sob suspeição que eu poderia ter participado da execução da Marielle Franco, do PSOL", reagiu o presidente em vídeo transmitido pelas redes sociais.

"Temos uma conversa em 2022. Eu tenho que estar morto até lá. Porque o processo de renovação da concessão não vai ser perseguição, nem pra vocês nem para TV ou rádio nenhuma, mas o processo tem que estar enxuto, tem que estar legal. Não vai ter jeitinho pra vocês nem pra ninguém", ameaçou Bolsonaro.

Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.