Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Briga na Justiça

Processo de pai de Cristiano Araújo contra Zeca Camargo chega ao fim; o que ocorreu?

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O apresentador Zeca Camargo no É de Casa, em abril deste ano, e o cantor Cristiano Araújo cantando em show

Zeca Camargo foi processado após escrever um texto sobre morte de Cristiano Araújo há cinco anos

FERNANDA LOPES

Publicado em 24/6/2020 - 13h31

Há cinco anos, a morte do cantor Cristiano Araújo, vítima de um acidente de carro aos 29 anos, abalou o Brasil. Muitos fãs e famosos demonstraram tristeza com a fatalidade, mas Zeca Camargo foi na contramão. Numa crônica, o apresentador questionou a popularidade de Araújo e criticou o clima de luto pela morte dele. Camargo foi processado pelo pai do cantor por isso, e a ação terminou com acordo, após batalha judicial.

João Reis de Araújo, o pai de Cristiano, levou Zeca Camargo à Justiça por danos morais após a grande repercussão de uma crônica que o ex-apresentador da Globo narrou no Jornal das Dez, da GloboNews, logo após a notícia da morte do cantor.

"A surpresa maior, porém, é o fato de ele ser ao mesmo tempo tão famoso e tão desconhecido. O que realmente surpreende nesse evento triste da semana foi a comoção nacional. De uma hora para outra, fãs e pessoas que não faziam ideia de quem era Cristiano Araújo partiram para um abraço coletivo (...). Ao nos mostrarmos abalados com a ausência de Cristiano, acreditamos estar de fato comovidos com a perda de um grande ídolo. Todos sabemos que não é bem assim", falou Camargo.

O processo foi aberto em Goiânia, em julho de 2015, pelo pai de Cristiano Araújo e a C.A. Produções Artísticas, que administrava a carreira do cantor. A indenização pedida era de R$ 60 mil. Segundo João Reis de Araújo, metade do dinheiro ficaria para a família e a outra metade seria doada para uma instituição de caridade.

Em janeiro de 2018, Zeca Camargo foi condenado pela primeira vez no caso. Segundo a juíza Rozana Fernandes Camapum, da 17ª Vara Cível de Goiânia, o jornalista "está autorizado a fazer crônicas e falar com emoção, mas não deve descambar para a agressão gratuita, desprestígio e humilhação à pessoa humana na narrativa". Ela também alegou que Camargo não respeitou o momento do luto do pai, da família, do empresário e de fãs do cantor.

Na época, o apresentador enviou uma nota ao jornal O Estado de S. Paulo em que disse ter sido mal interpretado. "Gostaria de reforçar que, em momento algum, tinha como objetivo ofender ou atingir o cantor Cristiano Araújo, seus fãs ou pessoas de sua família. E ainda assim, diante da má interpretação que ocorreu, fiz um pedido formal e público de desculpas", declarou. À Folha de S.Paulo, avisou que iria recorrer.

De fato, Camargo entrou com recurso, alegando liberdade de expressão e que suas palavras faziam uma reflexão sobre comoções em massa no Brasil. Mas a condenação foi mantida pela Justiça de Goiânia.

Ainda assim, ao longo de 2019 ele voltou a recorrer e chegou até a entrar com um recurso extraordinário no STF (Supremo Tribunal Federal). Mas, em outubro do ano passado, Camargo desistiu de lutar e entrou em acordo com a família do cantor. Os detalhes do foi negociado entre as partes não foram divulgados.

O processo foi finalmente arquivado apenas em março deste ano. Para o pai do cantor, no entanto, a dor por ter perdido um filho ainda é intensa. "Se eu tivesse o poder de ficar um dia sem lembranças, essa data (24 de junho) seria eternamente esquecida da minha memória", ele publicou no Instagram nesta quarta.

TUDO SOBRE

Zeca Camargo

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?

Muito bom, tem todo o conteúdo que os fãs da Disney amam.
19.71%
O catálogo é bom, mas há falhas e problemas no aplicativo.
8.46%
Não gostei, o conteúdo não me interessou.
17.51%
Não assinei, achei o preço muito alto.
54.32%