CALÚNIA E DIFAMAÇÃO

Processada por Castrinho, Fontenelle é intimada a explicar acusação de abuso sexual

Reprodução/Instagram

Antonia Fontenelle sozinha em foto postada nas redes sociais

Antonia Fontenelle, que está sendo processada por Castrinho após entrevista polêmica com Íris Bruzzi

ELBA KRISS - Publicado em 11/12/2019, às 16h15

Antonia Fontenelle foi intimada a explicar a acusação de abuso sexual denunciada por Íris Bruzzi em seu canal no YouTube, em dezembro de 2018. A ex-vedete relatou no programa Na Cama da Gata que foi abusada por Geraldo de Castro, o Castrinho, há 55 anos. Ambas estão sendo processadas pelo humorista por calúnia e difamação. Nesta quarta-feira (11), a apresentadora foi até o Fórum da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, para dar sua versão.

"Ele processou a Íris e a mim também no criminal e cível após a entrevista do Na Cama da Gata. A gente não deu juízo de valor. Rimos, inclusive", disse a loira ao Notícias da TV. As duas contrataram o mesmo advogado, Guaracy Bastos. Apenas a youtuber foi convocada pela Justiça.

"Ela [Íris] era uma mulher a frente de seu tempo, uma vedete. Imagino o quanto essas mulheres não eram discriminadas. Até hoje são. Ao invés dele ficar quieto. Não, ele processa as duas. Ela está muito chateada com ele porque era amiga dele. Eu não era nem nascida quando esse episódio aconteceu", declarou Antonia, indignada.

"Se ela conseguir provar que o que ela falou é verdade, isso é crime, sim. E não devemos banalizar. Os tempos mudaram", finalizou a youtuber. 

Segundo Guaracy, a defesa pretende seguir justamente com essa posição caso Castrinho dê sequência na ação de difamação e calúnia. "Se ele insistir, vamos provar que aconteceu. Vamos convocar outras pessoas da época para falar que esse fato realmente aconteceu", afirmou.

"Ele está pedindo crime de calúnia e difamação contra as duas porque elas comentaram um fato do passado. Mas isso, inclusive, foi reportado em vários livros", acrescentou o defensor.

Entenda a polêmica

A disputa teve início em dezembro de 2018, quando Íris deu uma entrevista ao Na Cama da Gata, no canal de YouTube de Antonia. Na ocasião, a ex-vedete denunciou um suposto abuso sexual que sofreu quando era jovem. Ela disse que, enquanto estava bêbada e inconsciente num quarto de hotel, foi estuprada por Castrinho.

Na entrevista, a atriz relatou que o abuso aconteceu em Recife. Ela e o comediante haviam gravado um programa de TV, foram para um jantar e depois para o hotel. Íris revelou que tomou cinco daiquiris e foi levada carregada para seu quarto.

"Tinha pedido que meu apartamento desse comunicação com o dele. Deixamos a porta aberta, porque éramos muito amigos. A verdade é que o Castrinho me comeu a noite inteira", afirmou ela.

"Eu acordei e senti como se tivesse uma colmeia de abelha, um pouco melada, achei muito esquisito. O que está acontecendo? Ele falou:' Olha, Bruzzi, eu não resisti e tive que te comer'", declarou a ex-vedete. Em entrevista ao jornal Metrópoles, o humorista negou a versão de Íris sobre o fato narrado.

"Eu realmente não tenho o que dizer, porque me pegou de surpresa, eu nunca esperaria. Não como ofensa, mas nunca esperaria uma história dessas por parte dela", falou Castrinho. Ele ainda afirmou que os dois tiveram um namoro na época.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual reprise da Globo você mais quer ver?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook