Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PAI EM QUARENTENA

Por causa da pandemia, Guilherme Winter perde os primeiros meses do filho

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

O ator Guilherme Winter com o filho Pedro, de dois meses, em foto publicada no Instagram

Guilher Winter com o filho Pedro, fruto do relacionamento com Giselle Itié; pai não vê o bebê há dois meses

REDAÇÃO

Publicado em 16/5/2020 - 11h14

Devido à pandemia do coronavírus (Covid-19), Guilherme Winter está perdendo os primeiros meses do filho Pedro, fruto do relacionamento com Giselle Itié. A atriz se mudou para São Paulo, enquanto o artista ficou no Rio de Janeiro para resolver burocracias quando foi recomendado o isolamento social para evitar o contágio, o que o obrigou a ficar longe do bebê recém-nascido.

"É de chorar. É um momento mágico. Como assim o Gui está perdendo esse momento? Pedro já é um outro bebê desde que ele o viu pela última vez. A gente faz chamadas de vídeo todos os dias, mas não é a mesma coisa. Mas é isso", lamentou Giselle em entrevista à coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo. 

A mãe de primeira viagem explicou que preferiu sair do Rio para poder ficar mais próxima da família. "[Eu] Decidi morar perto da minha rede de apoio, dos meus pais e dos meus irmãos. A família do Gui também é de São Paulo. Ele está vindo morar aqui também. Foi para o Rio resolver a mudança dele quando estourou a pandemia. A gente está tentando entender quando ele vai vir para cá", contou a atriz.

No Instagram, Winter tem compartilhado as poucas fotos que tirou com o filho antes da separação. "Quarentena longe do meu melhor amigo. Que saudade desse carinha!", escreveu o ator. 

Confira a publicação de Guilherme Winter no Instagram: 

View this post on Instagram

quarentena longe do meu melhor amigo. que saudade desse carinha! ♥️

A post shared by Guilherme A. Winter (@guiwinter) on

"Estou com minha mãe. Muitas mães estão verdadeiramente sozinhas. Não consigo nem parar para imaginar isso. A gente precisa ajudar essas mães. Não é fácil", alertou ela. 

Na quarentena, Giselle está se dividindo entre cuidar do filho recém-nascido e fazer lives no Instagram para falar sobre a maternidade. "Vamos todas nós, puérperas, nos abraçarmos, porque é um momento muito transformador. Viver um puerpério com o mundo do jeito que está é mais transformador ainda. Senti a necessidade de abrir a câmera para crescer e para ajudar também", avaliou. 

Adepta de expor a "maternidade real", Itié luta contra as pressões estéticas colocadas sobre as mulheres que acabaram de parir. "É um desserviço para o psicológico de uma mãe. Não vou ficar nessa loucura de ter corpo perfeito com um bebê de dois meses. Meu corpo é perfeito alimentando o meu bebê. É necessário que a gente se acolha e quebre todas essas imagens da sociedade patriarcal. Não há mais espaço para isso. Temos que dizer 'chega'", defendeu a atriz. 

"É claro que, se aparecer uma personagem que tenha necessidade de um corpo atlético, eu vou atrás. Meu trabalho me pede isso. Caso contrário, vou atrás da minha saúde mesmo", finalizou. 

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você acha das demissões de veteranos da Globo?