Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ALTA DOS PREÇOS

Paulo Vieira cai para trás com passagem aérea entre Rio e SP: 'Três mil'

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O humorista Paulo Vieira leva a mão ao queixo sentado em uma poltrona no cenário do Rede BBB

Paulo Vieira no Rede BBB; preço de bilhetes na ponte aérea tiraram até o bom humor do ator

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 18/5/2022 - 10h38

A alta nas passagens aéreas não foi capaz de tirar completamente o bom humor de Paulo Vieira, que usou de ironia para questionar os órgãos responsáveis sobre os valores na ponte aérea entre Rio e São Paulo. O ator compartilhou nas redes sociais que encontrou bilhetes de R$ 3 mil no trecho --realizado em cerca de 40 minutos.

"R$ 3 mil uma passagem Rio-São Paulo. 40 minutos de voo. Três mil. Por pessoa", frisou o comediante, em seu Twitter, na noite de terça (17).

O protesto de Vieira foi acolhido por diversos famosos, como Felipe Neto. O ator até respondeu ao influenciador digital, que atualmente está com o perfil trancado na plataforma.

"Meu sonho ter uma agência que regulasse as empresas aéreas para o consumidor não ficar desprotegido. Eu colocaria até o nome de Anac [Agência Nacional de Aviação Civil]. Se existisse, claro", escreveu o humorista, em tom de deboche.

O cantor Johnny Hooker ainda deu uma alfinetada no presidente Jair Bolsonaro ao lamentar a situação. "É isso. E como viaja com equipe para fazer show? O dinheiro dos ingressos todos para pagar as passagens. Faz motociata que passa", disse ele, em referência às manifestações de apoio ao político.

Além da inflação, as companhias aéreas sofrem com o impacto da guerra entre a Rússia e a Ucrânia, que afetou o preço do barril de petróleo no mercado internacional. O QAV (querosene de aviação) representa a maior parte dos gastos para as empresas e teve sucessivas altas durante 2022.

Confira o protesto de Paulo Vieira nas redes sociais:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.