Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

HELCIUS PITANGUY

Mulher denuncia herdeiro de Ivo Pitanguy por omissão de socorro após ficar à deriva

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Helcius Pitanguy em entrevista a Raphaella Lima

Helcius Pitanguy em entrevista a Raphaella Lima; ricaço foi acusado de deixar uma mulher à deriva

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 18/6/2024 - 10h24

Helcius Pitanguy, herdeiro do renomado cirurgião Ivo Pitanguy (1923-2016), foi acusado de omissão de socorro após deixar uma mulher à deriva na Ilha dos Porcos, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. Cristiane Correa alegou ter 12 anos de amizade com o ricaço e resolveu deixar o local após ser maltratada por ele. A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou ao Notícias da TV que testemunhas estão sendo ouvidas na etapa atual da investigação.

No boletim de ocorrência, obtido pelo portal Leo Dias, ela relata que toda a situação começou na última quinta (13). Cristiane, que é psicóloga e dona de uma clínica, teria sido convidada por Helcius para passar o fim de semana na ilha. No entanto, ao buscá-la em sua residência, o herdeiro apareceu alcoolizado. 

O boletim de ocorrência relata que Helcius parou em um supermercado da zona sul, e Cristiane desceu e entrou no estabelecimento. "Porém, após ser maltratada por Helcius, que gritou no mercado com a declarante para ela cuidar de seu cão, a declarante saiu do mercado e ficou aguardando o seu amigo na lancha", afirma o documento.

Ela alegou que sofreu maus-tratos durante a estadia, que incluíram humilhações e insultos, e decidiu deixar a ilha por isso. Em um momento de desespero, ela pegou um standup paddle (prancha em que se rema de pé) para tentar alcançar o clube de iates Marina Akidaban e retornar para casa.

A psicóloga chegou a ser resgatada por um dos marinheiros de barco. No entanto, ele havia retirado seus pertences e documentos, o que a fez deixar o veículo e permanecer à deriva no mar. 

Cristiane tentou buscar ajuda na ilha da família Marinho, mas alegou que foi recebida com rispidez e mandada de volta à Ilha dos Porcos. Ela foi resgatada no local e levada ao Poste dos Pescadores, onde o administrador solicitou um Uber e pagou R$ 400 reais via pix para que a psicóloga pudesse retornar a sua residência.

Ao Notícias da TV, a Polícia Civil do Rio de Janeiro enviou uma nota breve sobre o andamento do caso. "O caso foi registrado na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Angra dos Reis. Testemunhas estão sendo ouvidas e outras diligências estão em andamento para esclarecer os fatos", afirmou.

O Notícias da TV também procurou Helcius Pitanguy para falar sobre o assunto, mas não obteve retorno. O espaço segue aberto caso queira se manifestar.


Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.