Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

'MENOR PRAZO POSSÍVEL'

Marília Mendonça: Aeronáutica abre investigação sobre queda de avião

AGNEWS

Imagem de Marília Mendonça durante o lançamento da turnê As Patroas

Marília Mendonça durante o lançamento da turnê As Patroas; cantora morreu nesta sexta (5)

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 5/11/2021 - 19h31

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), órgão vinculado à Aeronáutica, abriu uma investigação sobre a queda do avião que ocasionou na morte da cantora Marília Mendonça (1995-2021) e de mais quatro pessoas nesta sexta-feira (5). Oficiais foram enviados do Rio de Janeiro (RJ) até Caratinga (MG), local do acidente.

"Na Ação Inicial, os investigadores identificam indícios, fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, ouvem relatos de testemunhas, reúnem documentos, etc. Não existe um tempo previsto para essa atividade ocorrer, dependendo sempre da complexidade da ocorrência", pontuou a Aeronáutica em nota enviada ao Notícias da TV.

O CENIPA destacou que o objetivo da investigação é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram. "A conclusão das investigações terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade de cada ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os fatores contribuintes", complementou o órgão.

A Polícia Civil de Minas Gerais também foi acionada e enviou equipes ao local do acidente, na serra da Caratinga. Conforme apresentado pelo Notícias da TV, o avião que transportava a rainha da sofrência era alvo de denúncias na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Um documento do Ministério Publico Federal protocolado em maio afirma que a PEC Táxi Aéreo, empresa responsável pelo transporte de Marília e equipe, teria utilizado de "meios ilícitos de burlar a ocorrência de auditorias e vistorias da Anac".

Trajetória

Marília Dias Mendonça nasceu em 22 de julho de 1995 em Cristianópolis, Goiás, e era compositora e instrumentista, além de cantora. Tornou-se um ícone da música sertaneja com músicas de "sofrência", como Infiel, Impasse, Eu Sei de Cor e Supera. Ela também fez muitas parcerias de sucesso, sendo a mais recente com a dupla Maiara e Maraisa. 

Criada em Goiânia, a estrela do cenário musical teve seu primeiro contato com a música na igreja, onde começou a compor aos 12 anos. Marília escreveu canções para João Neto & Frederico, Wesley Safadão, Henrique & Juliano, e até Cristiano Araújo (1986-2015), outro artista sertanejo que morreu no auge de seu sucesso, em um acidente de carro. 

Em 2015, a cantora lançou seu EP de estreia homônimo, porém Marília ganhou destaque nacional ao lançar seu primeiro DVD no ano seguinte. O segundo álbum da artista, intitulado Realidade, foi lançado em 2017 e indicado ao Grammy Latino na categoria de melhor álbum de música sertaneja.

Em 2017, lançou outros sucessos, como os singles Amante Não Tem Lar e De Quem É a Culpa, e conquistou o posto de artista brasileira mais ouvida no YouTube, ficando em 13º lugar no ranking mundial. 

Dois anos depois, Marília divulgou o projeto Todos os Cantos, que tem como singles as músicas Ciumeira, Bem Pior que Eu, Todo Mundo Vai Sofrer e Supera. Em março de 2019, o Spotify anunciou que cantora atingiu o primeiro lugar no top 10 das mulheres mais ouvidas do Brasil na plataforma.

Também em 2019, Marília assumiu um relacionamento sério com o cantor e compositor Murillo Huff. A sertaneja engravidou dele e deu à luz Léo, nascido prematuro de oito meses em 16 de dezembro daquele ano, em Goiânia. Em julho de 2020 Marília anunciou a separação com Murilo Huff. Poucos meses depois, o casal reatou, mas terminou novamente em setembro deste ano.

Prêmios

O sucesso estrondoso fez a cantora acumular prêmios ao longo da carreira. O primeiro deles, em 2017, foi duplo: Troféu Imprensa e Troféu Internet como revelação do ano. No ano seguinte, levou a melhor novamente nos dois prêmios, mas na categoria melhor cantora.

No Prêmio Multishow de Música Brasileira de 2018 teve destaque como o melhor show do ano. O feito se repetiu em 2019, quando voltou a ganhar o Troféu Internet de melhor cantora eleita pelo público.

No Melhores do Ano do Faustão, ainda em 2019, foi reconhecida também como melhor cantora, além de conquistar o Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Sertaneja. Marília fechou o ano com a melhor música no Prêmio Contigo! Online.


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.