Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BRIGA JUDICIAL

Mansão do cantor Agnaldo Timóteo é depredada no Rio; invasores ateiam fogo

REPRODUÇÃO/CULTURA

Imagem de Agnaldo Timóteo em entrevista ao programa Trajetórias, da Cultura

Agnaldo Timóteo (1936-2021) em entrevista ao Trajetórias, da Cultura; mansão foi incendiada

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 25/8/2021 - 19h06

Em meio à disputa pela herança de Agnaldo Timóteo (1936-2021), invasores atearam fogo na mansão do cantor, localizada na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). Segundo informações preliminares, um casal teria pulado um muro para vandalizar a propriedade.

Ao Notícias da TV, Keyty Evelyn, filha de Timóteo, confirmou o ataque e explicou que os suspeitos atearam fogo na placa de venda da mansão. As informações foram divulgadas em primeira mão pelo Cidade Alerta, da Record, na terça-feira (24).

"Uma pessoa que está na casa, cuidando da manutenção do local, acordou com um barulho por volta das 2h. Ela foi ver o que estava acontecendo e viu esse casal ateando fogo. Apesar do susto, ela agiu rapidamente e conseguiu apagar as chamas", relatou o repórter Bernardo Armani durante a participação no programa de Luiz Bacci.

Na semana passada, a propriedade havia sido atacada e teve os vidros quebrados. Familiares suspeitam que os ataques tenham sido motivados pela distribuição da herança do cantor, avaliada em R$ 16 milhões. A Justiça reconheceu Keyty como uma das herdeiras --ela foi criada por Timóteo desde os dois anos de idade.

A reportagem entrou em contato com Sidney Lobo Pedroso, advogado do cantor, mas não obteve resposta até a publicação deste texto. Timóteo morreu em abril, após complicações da Covid-19.

Confira a reportagem sobre o caso:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.