Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NOVO CAPÍTULO

Justiça interrompe show de ex-pupilo de Mumuzinho e cobra multa de R$ 600 mil

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Montagem com Mumuzinho e Davizinho

Mumuzinho e Davizinho; ex-pupilo do jurado do The Voice + teve show interrompido pela Justiça

ERICK MATHEUS NERY e LI LACERDA

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 2/12/2021 - 16h14

A Justiça do Rio de Janeiro interrompeu o show de gravação do DVD do cantor Davizinho para cobrá-lo de uma multa de R$ 600 mil, ocasionada pelo rompimento do contrato de agenciamento artístico com Mumuzinho. O ex-pupilo do jurado do The Voice + tem até sexta-feira (3) para pagar a dívida. Caso o valor não seja quitado, as receitas do novo artista podem ser penhoradas até que a íntegra do valor seja arrecadada.

O Notícias da TV teve acesso às últimas movimentações da briga judicial entre os cantores. O conflito começou em 2018, quando o jurado do talent show da Globo descobriu Davizinho e investiu em sua carreira. No entanto, após alguns meses de trabalho, o então pupilo assinou um contrato com outro empresário e largou o agenciamento oferecido pelo sambista.

A troca foi vista como uma quebra de contrato por Mumuzinho, que entrou na Justiça em busca do pagamento da multa rescisória estabelecida legalmente. Em 18 de novembro, o juiz Sergio Wajzenberg expediu um mandado de citação para que Davizinho fosse cobrado da multa durante a realização do show, que ocorreu na última terça-feira (30).

O valor corresponde à multa de R$ 500 mil pela quebra do contrato somado com R$ 100 mil dos honorários advocatícios. No documento, foram apresentadas duas possibilidades para Davizinho: o pagamento da dívida no prazo de três dias úteis (período que se encerra nesta sexta) ou a apresentação dos embargos à execução da cobrança.

Em fevereiro de 2020, Mumuzinho conversou com o Notícias da TV sobre o caso. "Ele [Davizinho] teve a escolha dele. Acho que é um menino que vai passar por muitas situações na vida, como eu passei para aprender", comentou o artista na época.

Outro lado

Procurado pela reportagem,  o empresário Luiz Fernando Souza, conhecido como Bicudo Show e responsável pelo agenciamento de Davizinho, confirmou a visita da oficial de Justiça à casa de eventos em que foi gravado o DVD.

"O Mumuzinho, não satisfeito com a projeção do Davizinho, enviou a oficial de Justiça com a notificação em mãos para ser assinada justo no dia da gravação do DVD. Pedimos para que os advogados do Mumuzinho deixassem apenas a oficial na sala [onde a notificação foi assinada], que foi no camarim do estabelecimento onde estava sendo realizada a gravação", disse.

O empresário também criticou o comportamento do jurado do The Voice + no caso: "O Mumuzinho tinha que parar de vitimização e ter a consciência de que estamos entrando com um processo contra ele por difamação em redes públicas, [ele] fica incitando as pessoas nas redes sociais a hostilizarem o Davizinho".

"Aqui a gente não fala mentira até porque nem lembramos que o Mumuzinho existe. Ele que não deixa a nossa vida em paz. Vira e mexe, ele está em programas de internet e na televisão prejudicando a imagem do Davizinho. Na verdade, ele que não esquece a vida e a evolução do Davizinho, achou que iria acabar com a carreira do menino fazendo toda essa maldade", complementou.

Questionado sobre a multa determinada pela Justiça, Bicudo afirmou que a quantia "é totalmente imaginária na cabeça dos advogados do Mumuzinho e do próprio Mumuzinho".

"Não houve quebra de contrato alguma, não teve nem contrato assinado. O vínculo entre eles foi quando o Davi ainda era menor de idade. E, quando o Davizinho fizesse 18 anos, estava acordado que eles firmariam um contrato, mas desde que não fosse leonino", pontuou.

"Como foi um contrato leonino [termo jurídico para contratos que beneficiam apenas um dos lados], os advogados do Davizinho entenderam que não seria bom e pediram para que algumas cláusulas fossem alteradas, inclusive na parte que o Mumuzinho pedia R$ 3 milhões de multa rescisória. Daí, o Mumuzinho criou todo esse festival. Como ele tem a mídia voltada para ele, infelizmente, ainda respinga essas ilusões de que o Davizinho deve algo pra ele", finalizou.

A reportagem também entrou em contato com a assessoria de imprensa de Mumuzinho, mas não obteve retorno até a publicação deste texto.


Leia também

Enquete

Você gostou dos participantes escolhidos para o BBB22?

Web Stories

+
BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semanaFaustão na Band abala concorrentes com ibope histórico e equipe provoca RecordAntes da estreia, BBB22 já rendeu treta entre famosos, tentativa de redenção e maisBBB22: Após frustrar público, Globo anuncia participantes nesta sexta-feiraSunga branca, esponjão e recorde no paredão: 10 momentos para o BBB22 tentar superar

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas