MÁRCIO GOMES

Jornalista da Globo usa trem em SP e reclama de estação: 'Zona de apocalipse'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Âncora substituto do Jornal Hoje, Márcio Gomes usou um trem em São Paulo e relatou a experiência - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Âncora substituto do Jornal Hoje, Márcio Gomes usou um trem em São Paulo e relatou a experiência

REDAÇÃO - Publicado em 29/06/2019, às 19h06 - Atualizado às 20h54

O jornalista Márcio Gomes entrou de férias na Globo e decidiu usar o trem expresso que vai da estação da Luz, no centro de São Paulo, até o aeroporto de Guarulhos, na região metropolitana. O repórter e âncora substituto do Jornal Hoje testou o transporte neste sábado (29) e relatou que o entorno da estação na capital paulista é uma "zona de apocalipse".

"Entrando de férias, indo pro aeroporto e, pra não perder o hábito, testando o trem Luz - Aeroporto. Ao redor da estação, zona de apocalipse. Tudo sujo, fedorento, cheio de pedintes. Dentro, ao lado da bilheteria, um bêbado pede dinheiro. Sinalização ok, guardas atenciosos", escreveu Gomes em seu Twitter, no fim da tarde deste sábado (29).

Na sequência, o jornalista fez uma segunda publicação informando aos seus seguidores que o trem saiu três minutos antes do previsto, o que não é comum em outros países. Ele foi correspondente da Globo em Tóquio, no Japão, entre 2013 e 2018.

"Trem marcado para 18h, saiu às 17h57. Em certo país isso renderia pedido de desculpas, mas aqui vamos reconhecer que tudo bem. O trem está limpo e com poucos passageiros", relatou, em uma espécie de diário de bordo.

"Cheguei na estação 'quase aeroporto' depois de 28 minutos de viagem. Acesso fácil ao ônibus que vai pro terminal. Tempo pra pensar como alguém em sã consciência planeja uma linha que NÃO CHEGA ao aeroporto", reclamou o jornalista.

Chamado de Expresso Aeroporto, o serviço da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) foi inaugurado em 2018. O trem faz viagens diretas, sem paradas, entre as estações da Luz e Guarulhos. O bilhete custa R$ 8,60. Da estação na região metropolitana de São Paulo, o passageiro precisa pegar um ônibus gratuito até os terminais de embarque do aeroporto.

No fim das contas, Gomes aprovou o serviço, mas destacou que não enfrentou um dia de transporte mais cheio: "10 minutos depois [de sair da estação de trem], ônibus chega ao terminal. Motorista gentil. Resumo: nas grandes cidades do mundo que conheço, usa-se transporte público de trilhos pra chegar/sair de aeroporto. Aqui não pode ser diferente. Hoje foi sábado, mais vazio, recomendo. Até!".

Veja abaixo a sequência de tuítes publicados por Márcio Gomes:

Melhorias na CPTM

Cerca de três horas depois das reclamações e elogios de Gomes, a CPTM respondeu às postagens do jornalista pela mesma rede social. Prometeu trabalhar para melhorar a limpeza ao redor da área descrita como "zona de apocalipse" e adiantou que em 2021 um monotrilho vai ligar a Estação Aeroporto-Guarulhos a Cumbica, dispensando o uso do ônibus (elogiado pelo ex-correspondente da Globo no Japão).

Confira as mensagens da CPTM:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook