Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

LILY-ROSE DEPP

Johnny Depp deu maconha para filha de 13 anos: 'Responsabilidade de pai'

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Imagem de Johnny Depp em entrevista coletiva e Lily-Rose Depp no tapete vermelho em lançamento de filme

Johnny Depp e Lily-Rose Depp; ator revelou que deu maconha para filha quando ela tinha 13 anos

REDAÇÃO

Publicado em 7/7/2020 - 21h02

Johnny Depp deu maconha para sua filha, a atriz Lily-Rose Depp, quando ela tinha 13 anos. A revelação foi feita por ele nesta terça-feira (7), durante uma audiência na Justiça britânica. O protagonista da franquia Piratas do Caribe disse que fez isso por ser sua "responsabilidade de pai".

Segundo o Page Six, enquanto Depp apresentava aspectos de sua vida familiar no tribunal, ele explicou que tomou essa atitude para que a filha se "sentisse segura" com a droga logo no início da adolescência, após um colega ter lhe oferecido maconha em uma festa.

"Eu disse: 'Escute, querida, se você estiver em uma festa e alguém lhe entregar o baseado, tire o baseado da pessoa e passe-o para a próxima pessoa. Por favor, não experimente drogas com pessoas que você não conhece. Eu não quero que sua primeira experiência seja com pessoas que você não conhece, pegando coisas em que você não confia", relatou ele na audiência.

"Não quero que uma criança de 13 anos sofra algum tipo de manobra paranoica", complementou o ator. Ele reforçou que conversou com a atriz e cantora Vanessa Paradis, mãe de Lily-Rose e de Jack Depp, sobre a atitude: "Eu sabia que a maconha que tinha, que fumava, era confiável e de boa qualidade".

"Estava criando uma filha, e eu estava cumprindo minha responsabilidade de pai, no que me diz respeito", finalizou o astro de Hollywood. No tribunal, ele também disse que o músico Elton John o ajudou a ficar sóbrio após o término do casamento de 14 anos com Vanessa.

Depp esteve presente na Justiça britânica por causa do julgamento de uma ação movida contra o jornal The Sun. Em 2018, o tabloide inglês chamou o ator de "espancador de mulheres", com base nos relatos de sua ex-mulher, Amber Heard.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?