Subia em árvore

Isis Valverde relembra a infância: 'Minha mãe achava que eu era gay'

Reprodução/Instagram

Isis Valverde conta que gostava de subir em árvores e andar com os meninos quando era criança - Reprodução/Instagram

Isis Valverde conta que gostava de subir em árvores e andar com os meninos quando era criança

REDAÇÃO - Publicado em 09/05/2019, às 11h38

Isis Valverde teve uma infância tão ativa em Aiuruoca, interior de Minas Gerais, que a mãe chegou a acreditar que ela era gay. A atriz de 32 relembrou a fase em que subia em árvores, não desgrudava dos amigos e preferia usar calça jeans em vez de vestidos ou laços delicados.

"Quando eu era pequena, não gostava de usar vestido. Vivia de jeans, camiseta e rabo de cavalo. Andava só com os meninos, pulava muro, subia em árvore", contou ela em entrevista ao jornal O Globo.

"Certo dia, minha mãe [Rosalba], que nunca teve nada contra a opção sexual de ninguém, disse para o meu pai que achava que eu era gay! Eu devia ter uns 12 anos e eu não queria beijar nenhum menino. Os meninos da rua me chamavam de sapatão. Mas nunca beijaria ninguém por pressão. Foi só por minha vontade mesmo, aos 13 anos”, continuou a atriz.

O gosto pelo visual mais caprichado veio só aos 15 anos, quando Isis começou a trabalhar como modelo. Ela revelou, no entanto, que seu lado moleque permanece até hoje. “Não conseguiria mostrar o lado cor-de-rosa da vida, não teria paciência para ouvir a música Frozen", contou aos risos, sobre a vocação para ser mãe de menino.

Isis Valverde deu à luz Rael, seu primeiro filho, em novembro do ano passado. "Jogo o Rael na cama, faço apresentações, falo alto. Sou meio bruta", opinou.

Apesar dos momentos de diversão, a atriz confessou que teve medo de "não conseguir criar um homem" quando se viu sozinha com o filho pela primeira vez. A mãe da atriz se mudou para o Rio de Janeiro durante os dois primeiros meses para ajudar a cuidar do bebê.

"Infelizmente, é inserido o tal do machismo no menino logo que ele nasce. Sabemos que uma mulher pode ser tão ou mais machista que um homem, mas é preciso driblar essa introjeção automática. E eu quero criar o meu filho da melhor maneira possível. Quero que ele seja um homem íntegro", falou.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual novela a Globo deve reprisar depois de Novo Mundo?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook