Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FILHA DORME COM BABÁ

Detonada na web, mulher de Justus reclama dos 'fiscais de maternidade'

REPRODUÇÃO / INSTAGRAM

Ana Paula Siebert, mulher de Roberto Justus, carrega a filha, Vicky, no colo

Ana Paula Siebert, mulher de Roberto Justus, rebate as críticas por não dormir com a filha, Vicky

REDAÇÂO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 11/11/2021 - 13h44

A mulher de Roberto Justus, Ana Paula Siebert, resolveu se posicionar após ser alvo de muitas críticas nas redes sociais nesta semana. A modelo foi detonada na internet por reclamar de dormir com a filha, Vicky, de um ano e meio, no lugar da babá.

Na noite desta quarta-feira (10), Ana Paula reclamou dos "fiscais de maternidade". "Bem-vindos ao mundo dos juízes das mamães… Ao mundo onde as pessoas que não te conhecem julgam a sua maternidade. Afinal de contas, elas moram na sua casa, acompanham a criação dos seus filhos e principalmente sabem mais que você, né?", desabafou em um post no Instagram.

"Quando parei de amamentar, aos quase 6 meses, me criticaram por não ser mãe… Desde quando, ao parar de amamentar, uma mulher deixa de ser mãe? Algumas nem mesmo conseguem amamentar e não serão menos mães por isso", continuou.

A modelo, então, abordou a polêmica gerada por não dormir sempre com a criança:  "Há alguns dias, falei nos Stories que minha filha dorme com a babá (sim, uma pessoa maravilhosa que tenho a sorte de ter e que confio de olhos fechados). Quando ela não está, eu que durmo com a Vicky, aliás, algo que amo fazer. Naquele dia estava cansada por ter dormido pouco, pois sempre que passo a noite com ela fico atenta e preocupada, como toda mãe".

"Agora, qual o problema em não dormir todos os dias com a minha filha? Até falaram que é a primeira vez que durmo com ela e que eu nem sei trocar uma fralda! Oi? Também [disseram] que sou uma mãe monstra e que Deus não deveria ter me dado um filho! Fico pensando onde esse mundo vai parar com tanto ódio no coração das pessoas", protestou.

"Quem dessas pessoas mora aqui comigo para saber o que eu faço ou deixo de fazer? Se tem uma coisa que eu amo e faço com paixão é ser mãe, é curtir minha filha, é vê-la crescendo… Quem me segue por aqui sabe disso".

No desabafo, Ana Paula também acusou as haters de não terem sororidade. "Qual a mãe que nunca acordou depois de uma noite com as crianças e disse que estava cansada? Vamos respeitar mais a maternidade de cada um! Mulheres deveriam ter vergonha de criticar tanto outras mulheres". 

"Um mundo de mães perfeitas e juízes de plantão, que não te conhecem mas têm 'propriedade' para falar da sua vida como se fossem seus parentes… As escolhas de uma mãe devem ser respeitadas. Alguém que xinga e ofende injustamente uma mãe fala mais de si mesmo do que do outro", concluiu.

Ana Paula Siebert gerou revolta nas redes sociais nesta segunda-feira (8), quando relatou nos Stories do Instagram que não costuma dormir com a filha, tarefa geralmente delegada à babá. "Gente, estou acabada, sobrou só o pó na segunda-feira depois de um fim de semana cuidando da Vicky. Eu não estou acostumada a dormir com a Vicky. Ela dorme com a babá, todo dia ela dorme com a babá", contou.

O relato viralizou na terça-feira (9) e gerou repercussão negativa. Ela chegou a ser acusada de usar a filha somente para ganhar likes nas redes sociais. "Futilidade", disse um seguidor. "Devia deixar a guarda da filha com a babá", apontou outra internauta.

Confira a resposta de Ana Paula Siebert:

TUDO SOBRE

Roberto Justus


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.