Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MALVADA

Claudia Raia revela sonho de interpretar vilã de filme da Disney; saiba qual

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Claudia Raia com expressão séria, batom vermelho e vestido branco em foto publicada no Instagram

Claudia Raia contou que ama desenhos animados e tem uma vilã da Disney que gostaria de interpretar

FERNANDA LOPES

fernanda@noticiasdatv.com

Publicado em 4/12/2020 - 18h43

Com longa carreira na TV e papéis marcantes de novela em sua trajetória, Claudia Raia confessou que gostaria muito de interpretar uma personagem terrível de um filme da Disney. A atriz participou de um painel na CCXP Worlds nesta sexta (4), em que falou das vilãs que interpretou e marcaram sua vida, e revelou a malvada que sonha em viver um dia.

"Sonho em fazer Cruela Cruel [de 101 Dálmatas]. Amo esa personagem. A Úrsula também, a 'polva' de A Pequena Sereia. Eu amo as vilãs de desenho animado. Cruela é totalmente Odete Roitman [da novela Vale Tudo], que é uma das minhas vilãs favoritas brasileiras", disse a atriz.

A conversa, promovida pelo Globoplay, foi apresentada por Fabiana Karla e contou com as presenças também de Mariana Ximenes e Alexandre Nero. O tema era "vilões que amamos odiar", e eles opinaram por que acreditam que os personagens do mal muitas vezes fazem muito mais sucesso do que os mocinhos.

"Vilãs são as donas da ação. O mocinho é sempre a vítima, e o vilão é quem gendra, quem organiza tudo, quem pensa. Por isso é tão bom. Vilão tem as duas faces, ninguém é totalmente ruim ou bom, a gente é um monte de coisa ao mesmo tempo. A gente se apaixona por causa disso, são pessoas interessantes, sedutoras e acabam seduzindo o público", falou Claudia.

"Vilão traz as grandes reviravoltas, aborda as questões morais. Tem a licença de subverter as lógicas. Traz pimenta pra trama", complementou Mariana. "O vilão tem a liberdade de poder fazer qualquer coisa. É como se fosse uma criança, a nossa criança extrapola. O mocinho é muito limitado, tem que dar exemplos, tem limites de ética, de moral, a gente na vida é assim. É muito divertido fazer vilão porque a gente mata de brincadeira", falou Nero.

Quando o assunto é morte, Claudia Raia tem história na TV. Ela lembrou duas de suas vilãs preferidas da carreira: Ângela de Torre de Babel (1998) e Lívia de Salve Jorge (2012). As duas eram assassinas sem culpa, o que foi um deleite para a atriz.

"Ângela tem uma história de vida muito dura, se criou uma psicopata fria. Matava uma pessoa e comia um morango, desequilibrada ao extremo. Eu lutei muito pra tirar gestos, braços, expressões faciais. Foi um exercício maravilhoso. Primeira vilã é igual primeiro sutiã, a gente nunca esquece", brincou.

"E a Lívia Marine virou até lei. Marcou muito, acho que ela teve uma função muito importante. Ela matava pessoas a seringada pra não deixar vestígio. A cabeça do tráfico humano geralmente é uma mulher, esse tipo de mulher existia. Lívia deixou marcas no público e trouxe para a gente uma lei, que hoje o tráfico humano é proibido no Brasil. Essa lei não existia e hoje se chama Lívia Marine", declarou a atriz, com orgulho.


Leia também

Web Stories

+
Como Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?