Fora do ar

Após coronel contestado, Globo afasta Antonio Fagundes das novelas por 3 anos

João Miguel Jr./TV Globo

Antonio Fagundes em cena de Velho Chico: personagem foi rejeitado por telespectadores - João Miguel Jr./TV Globo

Antonio Fagundes em cena de Velho Chico: personagem foi rejeitado por telespectadores

DANIEL CASTRO - Publicado em 28/02/2018, às 05h56

A Globo decidiu descansar a imagem de Antonio Fagundes após o ator ter sido contestado em Velho Chico. Já faz quase um ano e meio que a história de Benedito Ruy Barbosa acabou, em setembro de 2016, e Fagundes ainda não foi escalado para nenhuma novela. Isso quer dizer que ele não volta ao formato mais tradicional da TV antes de meados de 2019.

Desde o final de Velho Chico, Fagundes só gravou uma minissérie, Se Eu Fechar Os Olhos Agora, que só deverá ser exibida no início do ano que vem. Ele também apareceu em outra minissérie, Dois Irmãos, em janeiro do ano passado, mas gravada no início de 2015.

Assim, Fagundes, um dos principais nomes do elenco da Globo, ficará fora da TV durante dois anos e afastado das novelas, no mínimo, durante quase três. O Notícias da TV apurou que a cúpula da Globo decidiu que Fagundes só voltará às novelas quando aparecer um personagem à sua altura.

Antes do rejeitado Afrânio de Velho Chico, o medalhão Fagundes engatou quatro novelas, uma por ano, entre 2011 e 2014: Insensato Coração (2011), Gabriela (2012), Amor À Vida (2013) e Meu Pedacinho de Chão (2014). Entre essas duas últimas, sequer tirou férias. Na avaliação interna, foi superexposto.

Fagundes como Ubiratan na inédita Se Eu Fechar Os Olhos Agora (Foto: Mauricio Fidaldo/TV Globo)

Seu coronel Afrânio de Velho Chico, em 2016, já começou causando estranheza porque tinha sido interpretado por Rodrigo Santoro na primeira fase, e não havia nenhuma semelhança entre os atores nem na caracterização.

Além disso, o Afrânio de Fagundes era um tanto maneirista, falava com a "boca mole", o que irritava telespectadores, e usava um figurino totalmente anacrônico, com ternos coloridos, além de uma peruca que tentava forçadamente rejuvenescê-lo.

Nas pesquisas com grupos de telespectadores, a interpretação de Fagundes foi criticada, enquanto a de Santoro recebeu elogios. Dentro da Globo, o caracterização de Fagundes também foi alvo de descontentamento, mas a "culpa" foi toda atribuída ao diretor da novela, Luiz Fernando de Carvalho, que acabou não tendo seu contrato renovado.

Sem trabalho na Globo, Fagundes faz o que mais gosta: teatro. Está há quase um ano em cartaz com a comédia Baixa Terapia. A peça se despede de São Paulo em 22 de abril. Depois, vai rodar por duas dezenas de cidades pelo país e será apresentada em Portugal e Estados Unidos.

Seu único trabalho desde Velho Chico, Se Eu Fechar Os Olhos Agora, é baseada em romance do jornalista Edney Silvestre, adaptado para a TV por Ricardo Linhares. Nela, Fagundes interpreta o enigmático Ubiratan, que ajuda dois adolescentes a se safarem da acusação de um crime que não cometeram.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou da novela Orgulho e Paixão?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook