Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

TV por assinatura

Canais pagos superam Globo e batem recorde de audiência

Andrew Lincoln, protagonista de The Walking Dead, série da Fox que lidera a audiência do gênero na TV paga -

Andrew Lincoln, protagonista de The Walking Dead, série da Fox que lidera a audiência do gênero na TV paga

DANIEL CASTRO

Publicado em 1/5/2014 - 20h13
Atualizado em 2/5/2014 - 6h12

Nunca se viu tanta TV por assinatura como atualmente. Em março, o conjunto de canais pagos atingiu a maior audiência de toda a história. Marcaram 7,2 pontos na medição de TV paga, o que equivale a uma audiência média diária projetada de 4,2 milhões de telespectadores em todo o país. Assim, superou o recorde de setembro de 2006, quando atingiu 6,9 pontos graças à fuga do horário eleitoral na TV aberta.

Um ponto na TV paga equivale a cerca 184 mil domicílios ou 589 mil telespectadores, numa projeção para todo o país, que fechou março com 18,41 milhões de residências e quase 59 milhões de pessoas com acesso ao serviço. Esse dado não é oficial do Ibope, mas muitas programadoras o usam.

Outra informação que confirma o bom momento da TV fechada: o conjunto dos canais pagos já tem mais audiência, entre os assinantes de TV por assinatura, do que a Globo. Tradicionalmente, a Globo sempre teve mais ibope no cabo e no DTH do que todos os canais pagos juntos, mas essa realidade mudou em julho do ano passado. 

Em fevereiro e março, no entanto, a diferença da audiência dos canais pagos para a Globo foi a maior da história. Até janeiro, os canais pagos venceram a Globo por diferença apertada, não superior a 0,42 ponto (em setembro de 2013). Em janeiro, a diferença foi de apenas 0,16 ponto. Em fevereiro, essa diferença saltou para 1,87 ponto. Em março, novo salto: 2,17 pontos. Os 7,2 pontos dos canais pagos foram 43% superiores aos 5,03 pontos da Globo.

Os dados refletem o crescimento da base de assinantes no país verificado nos últimos anos, embora o ritmo tenha caído da metade de 2012 para cá. Há outras duas explicações para a "explosão" em fevereiro e março: a queda de audiência da novela das nove da Globo e a reorganização do line-up de canais da Net.

De janeiro para março, no horário da novela das nove, a Globo perdeu 11 pontos na Grande São Paulo. Os dados da medição de TV aberta do Ibope indicam que metade desse público migrou para canais pagos e pequenas redes abertas.

A reorganização do line-up da Net, maior operadora do país, agrupou canais por gêneros de programação e foi concluída em janeiro na Grande São Paulo, principal mercado do país. Segundo a operadora, muitos assinantes estão vendo canais que antes desconheciam.

LEIA TAMBÉM

Band deve contratar Rachel Sheherazade na semana que vem

Audiência da TV paga dispara e cresce 70% com crise de Em Família

Danilo Gentili será político corrupto em série no horário eleitoral

Na terra de Em Família, Jornal Nacional perde para Chiquititas

Cueca de Neymar chama a atenção de repórter da CNN

Fiéis da Igreja Universal bancam até série bíblica da Record

Silvio Santos ameaça contratar Rezende e Bacci e apavora Record


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?