Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

VAIDOSOS

Tratamento capilar das estrelas livra galãs de ficarem carecas; saiba quanto custa

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Sergio Guizé e Diogo Nogueira estão lado a lado na montagem

Sergio Guizé e Diogo Nogueira: famosos fizeram tratamento capilar para ganhar volume no cabelo

IVES FERRO

ives@noticiasdatv.com

Publicado em 1/6/2022 - 6h20

A calvície é algo que afetado a autoestima de celebridades. Nos últimos meses, famosos como Sergio Guizé, Diogo Nogueira, Malvino Salvador, e Sidney Sampaio se submeteram a tratamentos para aumentar o volume dos fios e até  aplicar transplantes capilares. Os preços variam de acordo com o tipo de procedimento, mas quem está decidido a se livrar da careca pode ter que desembolsar R$ 15 mil.

O dermatologista Luann Lôbo afirma que os tratamentos mais buscados são os que estimulam o colágeno e a saúde natural da pele, especialmente pelos resultados rejuvenescedores. Os principais objetivos dos pacientes são a redução da queda e o aumento da densidade capilar.

"A frequência de homens no meu consultório é bastante parecida com a de mulheres. Durante a pandemia, por conta da alta frequência de quadros de queda de cabelo decorrentes da Covid-19, as mulheres superaram os homens na busca por tratamentos que controlassem a queda. No que diz respeito aos homens, nos últimos anos, aquele certo receio ou vergonha por buscar tratamentos estéticos diminuiu consideravelmente", conta ele ao Notícias da TV.

O transplante capilar é o mais realizado, mas também existem outros procedimentos que estimulam o crescimento do fio de uma forma mais natural: MMP (Microinfusão de Medicamentos na Pele), microagulhamento, tratamento a laser e intradermoterapia. Eles custam, em média, de R$ 800 a R$ 2.500 por sessão. Como o tratamento dura cerca de seis meses, o paciente poderá desembolsar mais de R$ 15 mil no total.

Os procedimentos são feitos na maioria das vezes com agulhas, e a anestesia local é aplicada apenas se o paciente sentir desconforto. Em todos os métodos citados são feitas aplicações no couro cabeludo de substâncias que agem contra a calvície e estimulam a nutrição e crescimento dos fios.

"O tempo para ver resultados e o número de sessões indicadas são bastante variáveis e dependem do quadro clínico em questão, do histórico médico do paciente, dentre outras variáveis. De uma forma geral, quando tratamos calvície ou quedas de cabelo mais significativas, precisamos de um seguimento de pelo menos seis meses para entregarmos bons resultados clínicos. Apesar disso, não é raro que pacientes voltem após uma ou duas sessões já com resultados", ressalta Lobo.

Não existem grandes limitações na rotina do paciente após os tratamentos, mas é recomendado não lavar o cabelo entre as primeiras seis a oito horas, não expor o couro cabeludo aos raios solares, e não abafar a pele com toucas e bonés. É normal que a pessoa saia do consultório com um pouco de vermelhidão no couro cabeludo, segundo o especialista.


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.