PRECONCEITO

A Fazenda: Record demite funcionário após ofensa racista contra Sabrina Paiva

REPRODUÇÃO/RECORD

Imagem de Sabrina Paiva durante formação da última roça de A Fazenda 11

Sabrina Paiva foi para a roça e, antes da prova do fazendeiro, ouviu comentário racista de um funcionário

REDAÇÃO - Publicado em 06/11/2019, às 11h42 - Atualizado às 13h25

Em nota divulgada no final da manhã desta quarta-feira (6), a Record informou que demitiu o funcionário que chamou Sabrina Paiva de "macaca" em A Fazenda 11. A emissora se posicionou 11 horas após a modelo ouvir o comentário de cunho racista vindo de trás dos espelhos do cenário, onde estão posicionados os cinegrafistas do reality show. Por se tratar de ofensa racial, a ex-Miss São Paulo terá o direito de processar o autor da injúria.

"Imediatamente ao fim do programa, a produtora Teleimage (que presta serviços à Record TV e é a contratante do operador de câmera), identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente", afirmou a  emissora.

A Record disse ainda que dará suporte jurídico necessário para a modelo caso ela queira fazer uma representação legal ao ofensor --que não teve sua identidade revelada.

A assessoria de Sabrina também se posiconou sobre o caso por meio do perfil da modelo no Instagram. A família encaminhou uma nota ao Ministério Público para que providências sejam tomadas e pediu também que o funcionário tenha sua identidade exposta.

Fazendeira da semana, Sabrina foi chamada até a dispensa para pegar o comunicado oficial da Record e ler para todos os peões. Visivelmente abalada, ela se engasgou em alguns momentos e ganhou o apoio de seus colegas. Veja o vídeo:

"Quando ouvi, fiquei muito mal. Fui fazer a prova ainda", desabafou. Hariany Almeida confortou a colega com um abraço emocionado e Andréa Nóbrega a aconselhou a esfriar a cabeça para conseguir fazer a denúncia. 

Caso de racismo

Sabrina disse ter sido vítima de racismo por parte de um funcionário da produção do reality show da Record minutos antes de realizar a prova do fazendeiro, na noite de terça-feira (5). Em uma conversa com Hariany Almeida e Andréa Nóbrega, ela relatou ter sido chamada de "macaca" por alguém que estava atrás dos espelhos. 

A cena não foi exibida na edição ao vivo de ontem, mas os assinantes do PlayPlus viram o momento em que a modelo fez o desabafo pouco antes de descer para o galpão e participar da prova do fazendeiro, da qual saiu vitoriosa.

"Eu acho que aquilo foi pra mim. De verdade", disse Sabrina para Hariany. Nesse momento, Andréa entrou no quarto e na conversa. "Também acho. Você era a única que estava em pé", reforçou a ex-BBB.

"O que foi?", perguntou a socialite. "A hora que eu fui tomar água, estava todo mundo sentado. Daí só ouvi uma voz assim: 'Senta aí, macaca' e um palavrão. Juro. Do vidro. Eu não estou surda", relatou a modelo. "O que é isso?", respondeu Andréa, indignada.

Na sala, os rapazes também falaram sobre o assunto. Rodrigo Phavanello, namorado de Sabrina, contou para os demais, que preferiram acreditar que tudo não passou de um mal-entendido. "O que o cara falou ali atrás foi muito grave", disse o ator.

O público se revoltou com o fato nas redes sociais e pediu um posicionamento da Record. O vídeo não se encontra disponível na plataforma de streaming da emissora, mas o conteúdo foi gravado e viralizou rapidamente no Twitter. Os administradores da conta de Sabrina se manifestaram: 

Abaixo está o vídeo do momento em que uma voz ecoa na sala do confinamento e Sabrina Paiva se mostra surpresa com o xingamento:

Processo judical

A nota emitida no Instagram da modelo avisou que irá encaminhar o caso ao Ministério Público de São Paulo para que sejam tomadas todas as medidas cabíveis de punição ao ofensor. A Record afirmou que Sabrina poderá processar o autor da injúria quando e onde quiser.

"Sabrina Paiva, em toda a sua vida, lutou contra qualquer ato de preconceito ou violência racial. A ofensa propagada pelo integrante da produção mostra o quanto o racismo ainda está presente no dia-a-dia do povo brasileiro", diz a nota divulgada na rede social.

"Não vamos nos calar", avisou o post feito na conta da participante:

Confira o comunicado da Record na íntegra:

"A Record TV informa que ontem, 05/11, durante o reality A Fazenda, ao vivo, um operador de câmera, posicionado atrás de um dos espelhos da sala, fez um comentário racista a respeito da participante Sabrina Paiva."

"Imediatamente ao fim do programa, a produtora Teleimage (que presta serviços à Record TV e é a contratante do operador de câmera), identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente."

"A Record TV repudia veementemente esta atitude e qualquer tipo de preconceito. Como se trata de ofensa racial, será informado à participante Sabrina Paiva que a ela será dado o direito de fazer a representação legal ao ofensor, se assim quiser e no momento que desejar."

"A Record TV e a produtora Teleimage lamentam o fato e não admitem que algo dessa natureza aconteça em suas produções."

Últimas de A Fazenda 11

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook