PIOR TEMPORADA

Com medo de explicar erros, Record veta jornalistas na final de A Fazenda 11

REPRODUÇÃO/RECORD

Marcos Mion apresenta o reality show A Fazenda 11, da Record

Marcos Mion se calou e seguiu a orientação da direção de não se pronunciar sobre as polêmicas abafadas

GABRIEL PERLINE - Publicado em 12/12/2019, às 05h15

Pela primeira vez em 11 temporadas, a Record proibiu a presença de jornalistas na sede de A Fazenda para acompanharem in loco a final do reality show, que será realizada nesta quinta-feira (12). Alegou questões de logística. A emissora, na verdade, está com medo de ter que justificar os erros cometidos pela direção ao longo da edição.

No início de setembro, quando a Record levou alguns jornalistas para conhecerem as instalações da sede, em Itapecerica da Serra, a assessoria de imprensa havia afirmado que todos ali retornariam ao local no dia da grande final, como de praxe.

Mas a emissora mudou de ideia poucos dias antes da conclusão de A Fazenda 11. Tudo para evitar que jornalistas pedissem explicações mais contundentes a Rodrigo Carelli, diretor do núcleo de reality shows, sobre as mudanças que ele promoveu na reta final, alterando completamente o desfecho.

Dos absurdos cometidos, os três principais são o cancelamento da roça entre Hariany Almeida e Lucas Viana, o fato de ter ignorado a importunação sexual protagonizado pelo modelo, que encoxou e agarrou a ex-BBB na época em que eles haviam terminado o namoro pela terceira vez, e a demissão dos apresentadores Tati Martins e Marcelo Carlos, responsáveis pelas entrevistas com os eliminados.

Sobre o cancelamento da roça, a justificativa da emissora foi a constatação de erros cometidos por Sabrina Paiva e Lucas Paiva durante a prova do fazendeiro. Fãs do casal Luriany fizeram um escândalo nas redes sociais pedindo a anulação da atividade por causa das falhas da miss. A Record cedeu. O problema é que outras provas desta temporada também haviam apresentado falhas, que também haviam sido alertadas por telespectadores. A direção ignorou todos os outros avisos.

Em relação à importunação sexual de Lucas a Hariany, houve até quem chamasse o diretor Rodrigo Carelli de racista. O ator Phellipe Haagensen, negro, foi expulso no início da temporada por beijar a ex-BBB sem consentimento. Já o modelo, de pele branca, sequer foi convocado para prestar esclarecimentos à produção por encoxar a então ex-namorada contra a sua vontade.

Por fim, o caso da demissão dos apresentadores Tati Martins e Marcelo Carlos pegou todos os telespectadores de surpresa. Donos do canal WebTV Brasileira, no YouTube, eles fizeram um vídeo usando narizes de palhaço, mostrando a indignação com Rodrigo Carelli por ter cancelado a prova do fazendeiro que empurrou Lucas e Hariany para a votação do público.

A emissora quer, a todo custo, blindar seus funcionários. Mas o público do reality show já deixou clara a sua indignação com as decisões pouco ortodoxas do diretor, que alterou completamente o curso natural de A Fazenda 11, favorecendo Hariany Almeida e Lucas Viana. Não à toa, esta temporada tem registrado a pior audiência de sua história, com média parcial de 8,2 pontos na Grande São Paulo.

Últimas de A Fazenda 11

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que você mais quer ver no BBB20?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook