Crossover épico

Briga entre Supermen e morte de herói: Saiba tudo sobre Crise nas Infinitas Terras

Imagens: Divulgação/Reprodução/The CW

Os atores Tyler Hoechlin e Brandon Routh vivem dois Supermen diferentes em Crise nas Infinitas Terras

Os atores Tyler Hoechlin e Brandon Routh vivem dois Supermen diferentes em Crise nas Infinitas Terras

JOÃO DA PAZ - Publicado em 12/12/2019, às 05h23 - Atualizado às 05h24

Na terça-feira (10), acabou nos Estados Unidos a primeira parte do especial Crise nas Infinitas Terras, o maior crossover de super-heróis da TV, que junta personagens das séries Flash, Supergirl, Arrow, Batwoman, Legends of Tomorrow, Lucifer e Black Lightning, todos da editora DC. Épico, o evento teve briga entre dois Supermen e morte de um herói.

Pena que o público brasileiro terá de esperar um pouco para acompanhar ao especial. Essa primeira parte será exibida somente em 2020, em 19 de janeiro, na Warner. E com um episódio a menos, o que faz parte da série Batwoman, que não integra o catálogo do canal pago.

Confira abaixo tudo o que ocorreu nesse crossover. O texto está cheio de spoilers.

Quem morreu?

Desde a primeira temporada de Flash, o telespectador sabia que o Velocista Escarlate, interpretado por Grant Gustin, iria desaparecer em um evento chamado de Crise, de acordo com uma manchete de jornal de 25 de abril de 2024. Mas conforme os episódios foram avançando e a linha do tempo foi alterada, com viagens ao passado e ao futuro, a data mudou para 10 de dezembro de 2019.

Todos estavam preparados, então, para que algo grave acontecesse com Flash nesse cataclismo orquestrado pelo vilão Anti-Monitor --que, com uma onda devastadora de antimatéria, destruiu centenas e centenas de Terras no multiverso na qual o planeta de Flash, a Terra-1, se encontra.

O próprio herói se conformou com seu destino e estava disposto a se entregar para salvar o que sobrou do multiverso. Mas daí apareceu o Flash da Terra 90, vivido por John Wesley Shipp, que se colocou no lugar do Barry Allen conhecido de todos para ser sacrificado. O magricela cientista forense escapou da morte.

O mesmo não pode ser dito de Arrow (Stephen Amell). Nos debates pré-Crise das Infinitas Terras, o nome do Arqueiro Verde era um dos mais citados quando o papo era qual herói iria morrer nesse crossover. Tudo porque a série dele vai acabar.

Quem se arriscou nesta aposta se deu bem. O bilionário Oliver Queen, nome civil do herói de Star City, virou um mártir ao não desistir de uma batalha impossível de ser vencida contra demônios que ameaçavam os habitantes da Terra-38, a da Supergirl. Essa entrega de Oliver acabou por salvar bilhões de pessoas, que escaparam da destruição através de um portal e de naves espaciais.

Como se estivessem em um videogame, dois Supermen trocam socos e brigam em Metropolis


As batalhas

Um dos grandes baratos desses crossovers do chamado Arrowverse são as batalhas insanas. Desta vez, uma que com certeza entrará na lista das mais empolgantes foi travada entre duas versões daquele que pode ser considerado um dos heróis mais poderosos do universo, o Superman.

O duelo estilo joguinho de luta teve como pano de fundo a cidade de Metropolis da Terra-96, na qual o Clark Kent (Brandon Routh, que foi o Superman no cinema) era editor-chefe do jornal Planeta Diário. Após um feitiço jogado por Lex Luthor (Jon Cryer), que apareceu do nada enquanto o Clark Kent da Terra-38 (Tyler Hoechlin) tentava convencer seu "clone" a ajudar a salvar o universo, os dois Supermen partiram para a briga.

A pancadaria foi em pleno ar mesmo, com voos e socos desferidos enquanto cortavam o céu de Metropolis ou em cima do mítico globo que serve de símbolo do jornal, colocado em cima de um prédio. Essa cena o público brasileiro não vai assistir na Warner, pois faz parte justamente do episódio que o canal não tem.

Um outro cara a cara que merece registro foi entre a Batwoman (Ruby Rose) com o Batman da Terra-99 (Kevin Conroy), um Cavaleiro das Terras do mal, que no seu mundo não matou somente os vilões tradicionais, como o Coringa, mas também o Superman. O embate foi intenso, interessante e mudou o curso da trama.

O Lúcifer da série da Netflix, vivido por Tom Ellis, apareceu de supresa no crossover épico


As surpresas

O crossover teve boas surpresas ao longo dos três primeiros episódios, com os vilões Lex Luthor e Monitor (LaMonica Garrett) do lado dos mocinhos. Isso por causa do poder da antimatéria que deixou as infinitas Terras do multiverso no pó. Os heróis, por sua vez, tiveram de engolir a seco, pois entenderam que quanto mais ajuda de seres poderosos conseguissem, melhor. Tudo em prol da humanidade.

E a cereja no bolo foi a divertida participação de Lúcifer (Tom Ellis), aquele mesmo da Netflix. O diabo apareceu para prestar um favor ao detetive bruxo John Constantine (Matt Ryan), lhe dando um convite para o Purgatório, em uma última cartada para tentar ressuscitar Oliver Queen. Assim, Lúcifer foi inserido de vez no Arrowverse. E em qual planeta ele vive? Na Terra-666, é claro.

Crise nas Infinitas Terras volta ao ar nos Estados Unidos em 14 de janeiro, com os episódios de Arrow e Legends of Tomorrow. O público brasileiro assistirá a esses dois capítulos na Warner no dia 26 do mês que vem.

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook