Televisão

MEMÓRIA DA TV

Há 17 anos, novela Esperança teve doença de autor, acidente e morte no elenco

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Reynaldo Gianecchini e Priscila Fantin em cena de de Esperança; protagonistas sofreram acidente - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Reynaldo Gianecchini e Priscila Fantin em cena de de Esperança; protagonistas sofreram acidente

THELL DE CASTRO - Publicado em 16/06/2019, às 06h33

Anunciada como uma espécie de continuação de Terra Nostra, que fez muito sucesso entre 1999 e 2000, Esperança estreava há 17 anos com uma sucessão de fatalidades, como a troca do autor Benedito Ruy Barbosa por Walcyr Carrasco, acidente com os protagonistas e morte de um ator português. Foi um dos maiores problemas da história da Globo no seu principal horário de novelas.

O plano inicial de Barbosa era nomear a trama como Terra Nostra 2 e ambientá-la durante a Segunda Guerra Mundial, mas a minissérie Aquarela do Brasil (2000), que teve a mesma temática, frustrou seus planos. Dessa forma, a história foi levada para a época da quebra da Bolsa de Valores de Nova York, ocorrida em 1929.

Ana Paula Arósio caracterizada como a judia Camille

A novela estreou no dia 17 de junho de 2002, em meio à Copa do Mundo do Japão e da Coreia. O trio principal era formado pelos italianos Toni (Reynaldo Gianecchini) e Maria (Priscila Fantin) e a judia Camille (Ana Paula Arósio).

Dois meses após a estreia, Arósio e Gianecchini se feriram durante a gravação de uma cena em que Camille destruía uma estátua feita por Toni. A atriz torceu o pé, enquanto o ator teve um dente quebrado ao ser atingido por estilhaços que voaram após o golpe com uma barra de ferro. A cena foi ao ar, mas não alavancou o Ibope.

No final de agosto, mais um duro golpe: o português Luís de Lima, que vivia o pai de José Manoel, o Murruga (Nuno Lopes), morreu aos 77 anos, vitima de infecção pulmonar.

Antes disso, Antonio Fagundes, que participou da primeira fase, ficou uma semana internado com pneumonia; o próprio Nuno Lopes foi para o hospital com luxações nas pernas depois de um acidente na praia; Gilbert Stein, que vivia o pai de Camille, teve uma crise de hipertensão; e o sítio de Benedito Ruy Barbosa foi assaltado.

Em novembro, o cantor Paulo Ricardo, líder do RPM, foi chamado para sacudir a trama. Em sua primeira (e única) participação como ator de novelas, ganhou o papel de Samuel, judeu que disputaria o amor de Camille com Toni.

Outro problema que surgiu foi o atraso na entrega dos capítulos. Dessa forma, cenas passaram a serem gravadas em cima da hora, muitas vezes no mesmo dia em que iam ao ar. Um capítulo chegou a ser editado 20 minutos antes de entrar no ar. Com isso, cresceu o uso de flashbacks, o que não agradou ao público. A média na Grande São Paulo chegou a 27 pontos, quando o esperado era 45.

Em dezembro daquele ano, um importante acontecimento: com problemas pessoais e de saúde, Benedito Ruy Barbosa foi substituído por Walcyr Carrasco, que contou com a ajuda de Thelma Guedes.

A partir do capítulo 149, a trama ganhou novos personagens e desdobramentos, fugindo da história original, o que deixou Barbosa muito irritado. Edmara Barbosa, filha do autor, disse à imprensa que ele não acompanhava mais a novela, já que ficava muito irritado e tinha vontade de fumar, o que estava proibido de fazer.

Apesar dos inúmeros problemas, Carrasco conseguiu dar um rumo à novela. A audiência em janeiro acabou subindo para 40 pontos, com 56% de share (participação nos aparelhos ligados). A novela terminou em 15 de fevereiro de 2003, com 209 capítulos.


THELL DE CASTRO é jornalista, editor do site TV História e autor do livro Dicionário da Televisão Brasileira. Siga no Twitter: @thelldecastro

Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Leia também

Cena de sexo entre dois adolescentes na piscina vai ao ar no primeiro episódio de Euphoria - Reprodução/HBO

Euphoria

Pênis ereto e sexo na piscina: Nova série da HBO pega pesado para chocar

Karina Bacchi apresentará o reality Melhor Pra Elas, sobre empoderamento feminino, que será exibido na RedeTV! - REPRODUÇÃO/YOUTUBE

MELHOR PRA ELAS

Prestes a estrear em reality, Karina Bacchi diz que não volta para novela

Meryl Streep faz uma mãe em luto na segunda temporada de Big Litte Lies; você sabe o nome real da atriz? - Divulgação/HBO

Drama da HBO

Qual o nome real de Meryl Streep? Nem os produtores de Big Little Lies sabiam

Régis (Reynaldo Gianecchini) em cena com Maria da Paz (Juliana Paes) em A Dona do Pedaço - Cesar Alves/TV Globo

RESUMÃO DA SEMANA

A Dona do Pedaço: Maria da Paz cai em mentira e transa com Régis

+ Lidas

1

Josiane e Régis terminam juntos em viagem; entenda

2

Fabiana se identifica com Evelina e confessa segredo à avó

3

Vencedor do The Voice é vaiado e encerra show após falar 'Lula livre'

4

Bom Sucesso: Diogo é desmascarado por morte na editora

5

A Dona do Pedaço: vilã inventa assédio e passa vexame

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

ENQUETE

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Os atores Gabriela Moreyra e David Junior em cena de Bom Sucesso, novela das sete da Globo
Guilherme Portanova na bancada do Bom Dia DF em 11 de novembro
Bruno Bevan beija Natália do Vale em cena da novela A Dona do Pedaço durante o casamento de seus personagens
Montagem com o ator Theo Becker (à esqu.) e o apresentador Britto Jr.