Televisão

Estratégia

Com Hora 1, Globo projeta madrugada inteira só com jornalismo ao vivo

Zé Paulo Cardeal/TV Globo

Monalisa Perrone no Hora 1: telejornal terá duas horas, mas já está pronto para ser ampliado para três - Zé Paulo Cardeal/TV Globo

Monalisa Perrone no Hora 1: telejornal terá duas horas, mas já está pronto para ser ampliado para três

DANIEL CASTRO - Publicado em 16/07/2018, às 06h19

A ampliação da duração do Hora 1, de uma para duas horas, é o primeiro passo de um projeto muito mais ambicioso da Globo. Na semana passada, a apresentadora Monalisa Perrone fez pilotos em que o telejornal matinal duraria três horas. Seus executivos já projetam um futuro em que toda a madrugada será dominada pelo jornalismo ao vivo.

O investimento na madrugada segue duas premissas: a primeira, de que existe muito público vendo televisão entre a 1h e as 6h; a segunda, de que a TV aberta, diante da concorrência com o streaming, precisa oferecer ao telespectador uma programação mais vibrante, espaço que o jornalismo e o esporte podem ocupar.

A partir de 13 de agosto, o Hora 1 passará a ser veiculado das 4h às 6h. O telejornal, criado no final de 2014 para atender a um público dos que acorda muito cedo, agora vai tentar seduzir também os insones.

Na metade do ano que vem, o telejornal ancorado por Monalisa Perrone deverá entrar no ar ainda mais cedo, às 3h, tomando três horas da grade. As contratações para reforçar a equipe de profissionais já preveem esse crescimento. O Hora 1 já tem um time do tamanho da Redação do Jornal Hoje.

O terceiro salto "expansionista" do Hora 1 deverá ocorrer após a Olimpíada de Tóquio, que, devido ao fuso, transformará as madrugadas brasileiras em horário nobre. Boa parte dos novos editores contratados pelo telejornal são para a área de esportes e, até agora, o principal reforço para o vídeo é o apresentador Thiago Oliveira, que fez sucesso durante a Copa da Rússia e foi efetivado no H1.

Executivos da Globo já vislumbram um dia em que o Hora 1, ou o mesmo jornal com outro nome ou um conjunto de telejornais, ocuparia toda a faixa entre o Jornal da Globo e os telejornais locais das 6h.

Nesse futuro, os filmes e séries da madrugada não terão vez, uma vez que eles podem ser assistidos a qualquer momento na Netflix ou no Now. Nem talk shows como o de Pedro Bial estão garantidos.

Mas como a Globo preencheria tantas horas de programação jornalística em uma faixa em que pouca coisa acontece no Brasil? Simples: com a participação de um supertime de comentaristas, repórteres e correspondentes.

Esse Hora 1, digamos "vitaminado", manteria a característica de atualizar as principais notícias a cada 15 minutos, para atrair e manter telespectadores na Globo. E ofereceria um conteúdo mais analítico e conversado com a interação de especialistas e jornalistas espalhados pelo mundo todo.

Com essa fórmula, que lembra programação de canal pago de notícias, a Globo ofereceria ao público um conteúdo que só ela teria, numa madrugada mais vibrante. Ficaria preparada para a grandes coberturas entre a meia-noite e as 6h, como tragédias e eventos esportivos, e ganharia alguns pontos no Ibope que a afastariam do SBT, que briga pela liderança nessa faixa de horário na Grande São Paulo.

Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Leia também

Márcio Aguiar (à esq.) foi substituído por Renato Carlini (à dir.); ambos fazem cover de Elvis Presley - REPRODUÇÃO/FACEBOOK

CANTA COMIGO

Record demite 'Elvis' por mau comportamento no reality show de Gugu

Luzia (Giovanna Antonelli) entrará para o tráfico em busca da filha na novela das nove - Reprodução/TV Globo

Mãe coragem

Segundo Sol: Luzia vira traficante e descobre que Manuela será morta

Catarina (Bruna Marquezine) terminará Deus Salve o Rei condenada e enforcada - Reprodução/TV Globo

O fim da vilã

Catarina terá destino trágico em Deus Salve o Rei; saiba qual

Patricia Opik abandonou a carreira de atriz e hoje é especialista em cavalos no Canal Rural - Reprodução/Facebook

Patricia Opik

Musa de Golias, ex-atriz supera depressão e vira especialista em cavalos

+ Lidas

1

Casado com professor, vilão de Amor de Mãe faz sucesso com a mulherada

2

Éramos Seis: Lola vinga sangue do filho morto com barraco em banco

3

Amor de Mãe: Álvaro faz descoberta terrível e escorraça Verena

4

Éramos Seis: Clotilde faz o próprio parto com tesoura de costura

5

Éramos Seis: Versão do SBT amenizou desfecho de Lola e deu final feliz a Clotilde

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

ENQUETE

Enquete

Você vai acompanhar Salve-se Quem Puder?

Últimas notícias

Montagem de fotos com o ator Caio Castro (à esquerda), a ativista pelos direitos dos animais Luisa Mell (ao centro) e a atriz Grazi Massafera (à direita)
Montagem de Ariadna Arantes e Serginho Franceschini, ex-participantes do Big Brother Brasil
A atriz Regina Casé leva as mãos a cabeça caracterizada como a Lurdes em cena de Amor de Mãe
Luísa Sonza e Whindersson Nunes abraçados