Estratégias de programação

Globo encurta novelas para fugir de eleições e horário de verão

Reprodução/TV Globo

Gabriel Braga Nunes, Ana Beatriz Nogueira e Nelson Baskerville em cena de Em Família, novela das nove - Reprodução/TV Globo

Gabriel Braga Nunes, Ana Beatriz Nogueira e Nelson Baskerville em cena de Em Família, novela das nove

DANIEL CASTRO - Publicado em 27/02/2014, às 19h28 - Atualizado em 28/02/2014, às 06h43

Três novelas da Globo serão mais curtas neste ano. Além de Em Família, que será a mais breve das nove desde 1979, a próxima das seis, Meu Pedacinho de Chão, terá 107 capítulos e ficará apenas quatro meses no ar. Será a trama das 18h mais curta desde Estrela-Guia, de 2001, que teve 83 capítulos. A próxima novela das onze, O Rebu, terá 40 capítulos, 13 a menos do que Saramandaia (2013).

As novelas serão mais curtas por uma estratégia da Globo. A emissora quer que a nova temporada de Malhação, a próxima novela das nove (Falso Brilhante, de Aguinaldo Silva) e a substituta de Meu Pedacinho de Chão (Boogie Oogie, do português Ruy Vilhena) estreiem depois da Copa do Mundo e antes do início do horário eleitoral na tevê.

A emissora tem pressa porque, durante a campanha política, não sobra tempo para bombardear o telespectador com chamadas apresentando tramas, já que os políticos tomam duas horas e dez minutos por dia da programação das redes.

A opção seria estrear em outubro, depois do primeiro turno das eleições. Mas aí haveria outro risco: o início do horário de verão afugenta o público da frente da TV, principalmente no horário das novelas das seis, e uma novela que ainda não caiu no gosto do público pode ter sérios problemas com os números do Ibope no horário de verão.

A Globo terá pouco mais de um mês, entre o final da Copa do Mundo, em 13 de julho, e o início do horário eleitoral, em 19 de agosto, para estrear três novelas. O período é curto demais para lançar quatro novelas, por isso a novela das sete foi para o "sacrifício". Buu, a substituta de Geração Brasil, que estreia em abril, vai entrar no ar em novembro, em pleno horário de verão.

O ideial na Globo é que haja o espaço de duas semanas entre uma estreia e outra. Assim, Malhação sairá do ar durante a Copa e voltará com nova história imeditamente após o torneio de seleções da Fifa, em 13 ou 20 de julho.

Em Família deve acabar em 25 de julho, com a consequente estreia de Falso Brilhante em 28 do mesmo mês. Boogie Oogie estreará duas semanas depois, em 10 de agosto. As datas ainda poderão sofrer alguns ajustes, com variações de uma semana.

LEIA TAMBÉM:

Comercial de Fátima Bernardes causa mal-estar no Hoje em Dia, da Record

Globo deve encurtar Em Família, e novela terminará logo depois da Copa

Globo confirma encurtamento de Em Família, mas culpa a Copa

Em apenas 15 minutos, Globo fatura R$ 38 milhões com reality show

Em Família: Sem Bia, Juliana vai agir como um viciada em crack

Record tira sarro de sotaque de Sabrina Sato em primeira chamada

Band exige na Justiça que Danilo Gentili volte ao trabalho em cinco dias

Atraso faz Globo cancelar Carnaval de Em Família e atores se revoltam

Globo ameaça processar sites que cobrem BBB por 'uso intelectual'

Celebridades fogem de Aprendiz por causa de Justus e Copa do Mundo

Em Família: Cicatriz mutante de Virgílio muda de lugar e cor


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Irmão na mira

Bob Weinstein durante fórum em Hollywood; produtor é acusado de assédio sexual - Divulgação Após o produtor Harvey Weinstein ser acusado de assédio, abuso sexual e estupro, o irmão dele, Bob, também se tornou alvo de denúncias. Ambos são os fundadores dos estúdios The Weinstein Company, entre os mais ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Bibi merece redenção em A Força do Querer?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook