Recap S07E14

Walking Dead tira personagem do armário em episódio pouco relevante

Imagens: Reprodução/AMC

Tom Payne com Lauren Cohan em cena de Walking Dead; série imita história em quadrinhos - Imagens: Reprodução/AMC

Tom Payne com Lauren Cohan em cena de Walking Dead; série imita história em quadrinhos

JOÃO DA PAZ - Publicado em 20/03/2017, às 04h50

[Atenção: contém spoilers; se você não quer saber o que aconteceu no episódio, não leia]

A trama de Walking Dead emperrou de vez. A duas semanas do fim, a sétima temporada apresentou um 14º episódio excessivamente detalhista, com um único grande momento de apenas dois minutos, uma sequência em que Sasha (Sonequa Martin-Green) consegue entrar no santuário dos Salvadores para matar o vilão Negan (Jeffrey Dean Morgan). Em um dos vários momentos de calmaria no capítulo de ontem, a série confirmou a homossexualidade de Jesus (Tom Payne).

Fora isso, o episódio intitulado The Other Side (O Outro Lado) serviu para Sasha resolver problemas do passado com Rosita (Christian Serratos), mostrar uma conversa entre Daryl (Norman Reedus) e Maggie (Lauren Cohan), na qual ele assume a culpa pela morte de Glenn (Steven Yeun), além de uma discussão sobre qual bebida é melhor para se tomar em um bate-papo informal: gin ou tequila.

Em meio aos detalhes minuciosos que tornaram o episódio maçante, foram mostradas algumas cenas interessantes. Os moradores da comunidade de Hilltop, inexperientes em qualquer tipo de combate, estão sendo preparados para lutar na grande batalha contra os Salvadores.

Sob a liderança de Maggie, eles receberam aulas sobre como manusear facas, por exemplo. Quando o conflito chegar, essas pessoas serão fundamentais para dar número à aliança que está sendo formada por Rick (Andrew Lincoln), o chefe de Alexandria.

Sonequa Green (à esq.) e Christian Serratos no episódio de Walking Dead exibido ontem (19)

Para dar um pouco de ação ao episódio, Sasha e Rosita deixaram Hilltop e seguiram para a fábrica que serve de quartel-general de Negan, seguidas de longe por Daryl. No instante final, a sniper trancou a colega em uma armadilha para zumbis e invadiu o santuário disposta a matar o grande vilão.

Antes disso, um diálogo despretensioso revelou a sexualidade de um personagem secundário, Jesus (Tom Payne), que está na série há um ano. Tanto o ator quanto os produtores afirmaram em entrevistas que Walking Dead seguiria a trajetória do personagem apresentada na história em quadrinhos na qual a atração se baseia. Em conversa com a Maggie, Jesus deixou escapar que já teve namorados.

"Desde quando eu cheguei em Hilltop, nunca fui tão participativo [na comunidade]", contou. "Eu achava complicado me aproximar de qualquer pessoa: vizinhos, amigos… namorados", continuou.

Jesus tem sido um braço-direito de Maggie em Hilltop, ajudando no treinamento dos moradores e cuidando do lugar.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Stranger Things

Quarteto principal de Stranger Things em cena da segunda temporada: mais terror - Divulgação/Netflix A Netflix aproveitou a San Diego Comic-Con, maior evento de cultura geek do mundo, para apresentar o trailer da segunda temporada de Stranger Things. Situada em 1984, a nova fase mostrará a pequena cidade de ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Quem é mais mau caráter em A Força do Querer?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook
Click Click