MAGIA DISNEY NA TV

Com saída de protagonistas, Once Upon a Time recomeça do zero no sétimo ano

Fotos: Divulgação/ABC

Andrew J. West e Dania Ramirez são o casal principal da reformulada Once Upon a Time - Fotos: Divulgação/ABC

Andrew J. West e Dania Ramirez são o casal principal da reformulada Once Upon a Time

LUCIANO GUARALDO, de Nova York - Publicado em 16/01/2018, às 06h00

Depois de seis temporadas centradas na heroína Emma Swan (Jennifer Morrison) e em seus pais, Branca de Neve (Ginnifer Goodwin) e Príncipe Encantado (Josh Dallas), Once Upon a Time volta ao ar nesta terça (16) totalmente reformulada: os protagonistas deixaram o elenco, e a trama sobre personagens dos contos de fada no mundo real recomeça do zero. Do elenco fixo, apenas três continuam: Lana Parrilla (Rainha Má), Colin O'Donoghue (Capitão Gancho) e Robert Carlyle (Rumplestiltskin).

O protagonista da vez é Henry Mills, que foi mostrado na infância e na adolescência nas outras temporadas. Após um avanço de anos na história, ele virou adulto e agora é interpretado por Andrew J. West. Procurado pela pequena Lucy (Alison Fernandez), que diz ser sua filha, ele precisa ajudá-la a quebrar uma maldição que fez todos os personagens de contos de fada esquecerem quem são.

O recurso remete ao início da primeira temporada, quando o pequeno Henry procurava Emma para que ela quebrasse um feitiço da Rainha Má que também fez com que todos esquecessem suas reais identidades. A repetição não assusta os criadores Edward Kitsis e Adam Horowitz, que deixaram claro que não estariam contando a mesma história, apenas com personagens diferentes.

"Quem lançou essa nova maldição precisaria ser um vilão muito ruim se fizesse tudo igual. Você não reconstrói a Estrela da Morte com a mesma falha que fez tudo explodir da primeira vez", brincou Horowitz, em referência à arma destruidora de planetas dos filmes de Star Wars, durante a New York Comic Con, evento geek que reúne novidades de TV, cinema e cultura pop.

"Nós queríamos recomeçar a história, mas sem apagar tudo aquilo que já fizemos", resume o produtor. A ideia da equipe é que a série seja descoberta por um novo público que não acompanhou as temporadas anteriores, ou por aqueles que a abandonaram ao longo dos anos e gostariam de voltar sem se perder na trama.

Depois de interpretar a prefeita Regina por seis anos, Lana Parrilla agora vive a despojada bartender Roni

Assim, mesmo os personagens que permanecem na série ganham novas identidades: o Capitão Gancho agora é um policial, Rumple trabalha como detetive e a Rainha Má trocou o glamour da prefeitura por um balcão de bar, onde serve drinques e distribui conselhos para os clientes.

"Eu já interpretei tantas versões da personagem e, sete anos depois, ainda estou descobrindo novas facetas. É muito raro ter a chance de fazer algo assim na TV", valorizou Lana Parrilla, que adiantou um pouco da "nova" personagem: "Roni é uma mulher com quem você gostaria de beber. É mais seca, já viu de tudo, não leva desaforo para casa. E tem uma sabedoria que vai ser mostrada ao longo do ano".

Cinderela latina
Once Upon a Time também vai inovar ao apresentar uma Cinderela latina. Ela será vivida por Dania Ramirez (ex-Heroes e Devious Maids). Nos anos anteriores, a gata borralheira era interpretada por Jessy Schram, loira e de olhos azuis.

"Contos de fadas têm versões diferentes de acordo com a tradição de cada país. Assim, queremos mostrar uma nova Cinderela, que siga outra cultura", justificou Kitsis.

A escolha de uma atriz de pele mais escura para o papel segue a moral de "sonhos são possíveis" pregada pela série. "Dania chorou quando recebeu a notícia porque jamais imaginou que poderia viver Cinderela, por causa de sua origem. Nós queremos mostrar que qualquer um pode ser o que quiser", encerrou Kitsis.

A sétima temporada de Once Upon a Time estreia nesta terça, às 21h, no Canal Sony. Os seis anos anteriores estão disponíveis na Netflix.

 

 

Enquete

O que você está achando de Segundo Sol?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook