Bastidores

Fora da TV paga, Record e SBT têm prejuízo de mais de R$ 60 milhões

Reprodução/RecordTV

Edir Macedo e Silvio Santos no Templo de Salomão, em 2015, quando decidiram abrir a Simba - Reprodução/RecordTV

Edir Macedo e Silvio Santos no Templo de Salomão, em 2015, quando decidiram abrir a Simba

DANIEL CASTRO - Publicado em 05/07/2017, às 06h14

As emissoras que compõem a Simba Content tiveram um prejuízo de pelo menos R$ 60 milhões no último trimestre por causa do conflito com as principais operadoras de TV por assinatura. Essa é a quantia que Record e SBT deixaram de faturar com a queda de audiência, segundo um alto executivo ligado às redes.

De acordo com o profissional, que pediu anonimato, anunciantes como Claro e Renault cancelaram campanhas ou pediram descontos por causa da perda de público qualificado. Os R$ 60 milhões equivalem a cerca de 10% do faturamento das duas emissoras no segundo trimestre deste ano.

No final de março, Record, SBT e RedeTV!, sócias na Simba Content, decidiram endurecer com as operadoras de TV por assinatura e as notificaram que, sem um acordo pelo pagamento por seus sinais digitais, não poderiam mais carregá-las em seus line-ups.

Net, Claro, Sky e Oi, que representam mais de 90% da TV por assinatura do país, se viram obrigadas a tirar as três redes do ar em São Paulo e no Distrito Federal. As emissoras esperavam que milhares de clientes cancelassem suas assinaturas, mas isso não ocorreu a ponto de abalar as operadoras. Pelo lado das emissoras, no entanto, o impacto foi imediato.

Nos primeiros dias de blecaute, a audiência de alguns programas chegou a cair até 35%. O SBT já recuperou o patamar que tinha em março, mas RedeTV! e Record ainda correm atrás do telespectador perdido.

Assustados, os executivos das emissoras tiveram que mudar de estratégia. Da pedida inicial de R$ 15 pelos sinais das três, já reduziram para algo próximo de R$ 1,00, como o Notícias da TV antecipou. As operadoras consideram esse patamar "realista", e acordos para a volta de Record, SBT e RedeTV! ao cabo e satélite estão muito próximos. O prejuízo com a perda de publicidade, portanto, será compensado em poucos meses.

A virada nas negociações ocorreu há duas semanas, no apagão analógico de Goiânia. A Simba sinalizou com uma redução no valor e pediu para as operadoras manterem seus canais na região, o que foi aceito.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

GNT erótico

Imagem da propaganda de Desnude, que propõe: 'Não manda nudes. Manda texto' - Reprodução/GNT O GNT quer ouvir histórias eróticas de suas telespectadoras e transformá-las em uma série. O canal está desenvolvendo o projeto Desnude, que terá dez episódios: nove de ficção, baseados em depoimentos sobre sexo enviados pelo ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Qual é a solução para o drama de Alice em Os Dias Eram Assim?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook
Click Click