Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CONTRATO ENCERRADO

TNT Sports desiste de transmitir Campeonato Brasileiro a partir de 2022

DIVULGAÇÃO/ATHLETICO PARANAENSE

Jogadores de Athletico e Santos em disputa no Brasileirão 2021 na Arena da Baixada, jogo que teve transmissão do TNT Sports

Jogadores de Athletico e Santos, que tinham contrato com o TNT Sports: TV deixa Brasileirão em 2022

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 28/9/2021 - 19h19
Atualizado em 28/9/2021 - 19h20

O TNT Sports, projeto esportivo da WarnerMedia, comunicou ao mercado nesta terça-feira (28) que deixará de transmitir jogos do Campeonato Brasileiro em 2022. O contrato iria até 2024, mas uma cláusula negociada em 2020 permitia que o acordo fosse rescindido ao fim desta temporada. Com isso, clubes como Palmeiras e Santos ficam sem contrato na TV paga e podem usar a nova Lei do Mandante para negociar seus jogos.

Na nota, a empresa afirmou que o modelo de venda do Brasileirão deixou de ser interessante porque não permite jogos exclusivos. A venda pulverizada para outras mídias, como empresas do Grupo Globo, limita o desempenho financeiro e de audiência do Brasileirão no TNT Sports.

"A decisão, amparada pela cláusula de saída prevista em contrato, foi tomada porque a oferta de transmissão fragmentada do Campeonato Brasileiro de Futebol não permite à companhia proporcionar uma experiência integral aos seus assinantes. Com venda pulverizada para a TV aberta e outras plataformas, além de outros fatores limitantes como falta de jogos exclusivos e os blackouts, o modelo atual não é sustentável para a companhia", afirmou.

Segundo apurou o Notícias da TV, a negociação pela saída da WarnerMedia já ocorria desde 2020 e era esperada pelos clubes. No ano passado, a empresa quis sair das transmissões nacionais porque entendia que os clubes com quem tinha contrato para o Brasileirão não estavam cumprindo cláusulas contratuais. A relação sempre foi difícil desde 2019.

A ideia inicial da Turner era sair do Brasileirão ao fim da temporada do ano passado, mas os clubes pediram para que a programadora ficasse mais um ano, para dar tempo de sondar o mercado e melhorar a situação dos direitos. 

Para evitar um problema jurídico, a WarnerMedia abriu mão de processar os clubes naquela ocasião por quebra de contrato, e as agremiações também deixaram de requerer a multa prevista em contrato para ter os direitos de transmissão de seus jogos a partir de 2022 e vendê-los coletivamente para outro grupo que se interesse.

Na época, o acordo foi costurado pela empresa Livemode, de Edgar Diniz, que foi o fundador do Esporte Interativo e representou quase todos os clubes, com exceção do Internacional. O clube gaúcho cumpriu o acordo que tinha até o fim da temporada 2020.

Caso saísse antes de 2022, a WarnerMedia poderia ter que pagar R$ 300 milhões de multa para cada um dos times (Palmeiras, Santos, Athletico Paranaense, Juventude, Bahia, Ceará e Fortaleza). Agora, esses times podem usar a nova Lei do Mandante, sancionada recentemente por Jair Bolsonaro (sem partido) para vender seus jogos a partir de 2022 já com a legislação vigente --o clube com mando de campo tem direito às partidas do Brasileirão.

Veja a nota completa da TNT Sports:

"A Turner International Latin America, Inc. – Grupo WarnerMedia, empresa líder em meios de comunicação, notícias e entretenimento, informa que não exercerá o direito de transmitir o Campeonato Brasileiro da Série A, sob a marca TNT Sports a partir de 2022. A decisão não afetará a edição atual do torneio, que será exibida com a mesma qualidade de sempre na PayTV pela TNT e nas plataformas digitais Estádio TNT Sports e HBO Max, até 5 de dezembro de 2021.

A decisão, amparada pela cláusula de saída prevista em contrato, foi tomada porque a oferta de transmissão fragmentada do Campeonato Brasileiro de Futebol não permite à companhia proporcionar uma experiência integral aos seus assinantes. Com venda pulverizada para a TV aberta e outras plataformas, além de outros fatores limitantes como falta de jogos exclusivos e os blackouts, o modelo atual não é sustentável para a companhia.

A WarnerMedia Latin America reforça seu comprometimento com o conteúdo local e continua acreditando no esporte como uma excepcional plataforma para gerar conexões emocionais com a audiência. Neste sentido, seguirá trabalhando para adquirir direitos de transmissão que atendam nossa estratégia de priorizar investimentos em conteúdos mais completos e que proporcionem a melhor experiência aos usuários, sob o slogan da TNT Sports, Paixão sem Limites.

Agradecemos imensamente a todos aqueles que participaram deste projeto por terem compartilhado conosco momentos únicos que só o futebol pode criar. Aos clubes parceiros, queremos expressar nossa gratidão e o desejo de sucesso, dentro e fora de campo. Aos nossos fãs apaixonados por futebol, queremos reiterar nosso compromisso de entregar conteúdo de qualidade, com uma oferta cada vez maior de competições, Brasil afora."


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na política

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas