Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NO A TARDE É SUA

Sonia Abrão detona Leo Lins por zoar deficiência de criança: 'Barbaridade'

REPRODUÇÃO/REDETV!

Sonia Abrão nos estúdios do A Tarde É Sua, da RedeTV!

Sonia Abrão lamentou a fala do humorista e parabenizou o SBT pela demissão de Leo Lins

IGRAÍNNE MARQUES

igrainne@noticiasdatv.com

Publicado em 4/7/2022 - 17h46

Sonia Abrão detonou Leo Lins por fazer piada com uma criança com hidrocefalia. Em um longo desabafo, a apresentadora do A Tarde é Sua, da RedeTV!, disse que a situação era absurda e que o humor não precisa prejudicar ninguém para fazer sentido. "Barbaridades", definiu ela, acrescentando que essa não é a primeira vez que o comediante é ofensivo.

"A gente só pode achar um absurdo. Ele já tinha feito outras coisas extremamente problemáticas que, de humor, passa longe. Porque quando a gente vê e assiste, a gente se choca, porque são piadas que são cruéis, que são desumanas, que são desrespeitosas em todos os sentidos", classificou a apresentadora.

De fato, Lins chegou a fazer piada anteriormente com pessoas obesas. Na época, a resposta do público foi uma enxurrada de críticas. "E agora ele vem e faz uma piada em cima de um garoto com hidrocefalia", continuou Sonia, perplexa.

"Quando que isso é motivo para piada? Como que alguém acha que pode fazer esse tipo de coisa, dizer que no Nordeste o único lugar que tem água é na cabeça do garoto? E dizer que a família toda mata a sede tirando água da cabeça de um garoto. O que é isso? É de revirar o estômago, é de revoltar. A vontade é de falar 'que crime', porque é de uma falta de sensibilidade, de humanidade, que choca de verdade", definiu.

Na sequência, a âncora admite que sequer queria tocar no assunto, uma vez que Leo Lins é reincidente nesse tipo de declaração. "A gente já falou de tantas outras barbaridades que esse rapaz fez --e chama tudo isso de humor-- acho que ele deve ter algum tipo de problema emocional, psicológico. Falta de senso crítico", avaliou

"Duvido mesmo que alguém que seja humorista de verdade, que viva dessa arte, possa concordar com esse tipo de coisa. Mas de jeito nenhum. E acho que foi a gota d'água, ultrapassou o limite", reforçou Sonia. A apresentadora lembrou que o SBT, emissora que mantinha um contrato com Lins até antes do episódio, demitiu o humorista após a fala no show de stand-up.

"Veio a demissão, que já deveria ter vindo antes, porque é o momento de chacoalhar esse pessoa e dizer: 'está tudo errado'. Não é uma questão de ser humor ou não ser humor; a discussão já vai além. É uma questão de falta de humanidade, desrespeito às pessoas. Ainda mais com crianças. É tudo tão deprimente, tão de embrulhar o estômago que custa ficar falando disso aqui", explicou. 

"Parabéns ao SBT, porque tomou a atitude que precisava ser tomada, que a gente, como público, estava esperando que fosse tomada: que não passasse a mão na cabeça, que não deixasse para lá, que não justificasse com 'ah, é humor, e no humor vale tudo'. Não vale. Humor é fazer rir de uma forma decente", classificou. 

Sonia continuou o desabafo. A apresentadora disse que nada justificava a declaração de Lins e que espera que a demissão renda mudanças no humorista. "Talvez esse choque de realidade possa fazer com ele entenda que ele precisa de um tratamento. Precisa entender por que ele tem prazer de destruir as pessoas dessa maneira", refletiu.

Entenda o caso 

Leo Lins realizou um show de stand-up em que, no meio da apresentação, dizia que um menino com hidrocefalia no interior do Ceará poderia fornecer água para toda a família. O humorista chega a dizer que os parentes poderiam descartar a ideia do poço por causa da criança. 

A piada rendeu uma demissão do SBT, em que Lins trabalhava, e ainda gerou uma nota de repúdio por parte da Associação de Assistência à Criança com Deficiência, a AACD. Em um pronunciamento nas redes, o órgão disse que a fala do humorista configurava crime. 


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.