Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Bastidores

Pressionada por Silvio Santos, Eliana vai à feira comprar formatos de TV

Reprodução/Instagram

Eliana e o diretor Fernando Pelégio em pavilhão da Mipcom, feira de TV em Cannes (França) - Reprodução/Instagram

Eliana e o diretor Fernando Pelégio em pavilhão da Mipcom, feira de TV em Cannes (França)

DANIEL CASTRO

Publicado em 21/10/2016 - 6h16

Pressionada pelos diretores do SBT e por Silvio Santos por causa das constantes derrotas para Rodrigo Faro, a apresentadora Eliana Michaelichen trocou a rotina de gravações por uma semana de executiva. Ela foi a Cannes, na França, procurar novos formatos de quadros para seu programa dominical. Circulou nos últimos dias na Mipcom, uma das maiores feiras de TV do mundo, ao lado de Fernando Pelégio, diretor artístico do SBT.

Segundo Pelégio, alguns formatos "agradaram", mas a compra ainda será discutida com o comitê artístico da emissora. O diretor do programa, Ariel Jacobowitz, terá que analisar a viabilizade de implantação das novidades.

A busca de formatos "in loco" é representativa da pressão que Eliana vem sofrendo. Neste ano, a loira preferida de Silvio Santos só foi vice-líder no Ibope da Grande São Paulo em seis ocasiões. Seu concorrente direto, o Hora do Faro, da Record, saiu vitorioso em 36 domingos. Essa disputa já foi mais equilibrada. Virou a favor de Faro há pouco mais de um ano.

Na média anual acumulada até o último domingo (16), Faro tinha 9,8 pontos e Eliana, 8,2. É pouco para uma emissora obcecada pela vice-liderança, principalmente aos domingos, dia da semana em que tradicionalmente é forte, eventualmente líder.

Para poder comprar novos formatos, Eliana teve que abrir mão das edições ao vivo de seu programa. O próximo será o último. A partir do dia 30, o Eliana voltará a ser gravado. O dinheiro economizado com as gravações antecipadas e em dias da semana será empregado na compra de conteúdo para turbinar a atração.

O fim dos programas ao vivo encerra um ciclo iniciado em março do ano passado. Estimulado pelo sucesso de edições ao vivo, como a do final de semana da morte de Roberto Bolaños, em 2004, o SBT decidiu adotar a estratégia para tentar deixar o programa de Rodrigo Faro para trás. Não deu certo.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?