Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Sucesso no exterior

Novela bíblica da Record bate Supergirl na audiência... nos Estados Unidos

Divulgação/RecordTV

Dudu Azevedo (à esq.), Milena Toscano e Igor Rickli em O Rico e Lázaro: sucesso nos EUA - Divulgação/RecordTV

Dudu Azevedo (à esq.), Milena Toscano e Igor Rickli em O Rico e Lázaro: sucesso nos EUA

LUCIANO GUARALDO

Publicado em 18/1/2018 - 13h21

Algoz recente da grade da Record no Brasil, a série Supergirl está levando o troco das novelas bíblicas da emissora nos Estados Unidos. Na segunda (15), a estreia de O Rico e o Lázaro na rede norte-americana Univisión teve mais público do que a atração da heroína, exibida pela rede The CW. Entre o público latino, as tramas da Record são líderes absolutas.

A novela protagonizada por Dudu Azevedo, Igor Rickli e Milena Toscano ocupa a faixa das 20h na Univisión, e sua estreia foi vista por 1,9 milhão de pessoas. Entre o público de 18 a 49 anos, o mais desejado por anunciantes, conseguiu 762 mil telespectadores. Supergirl, no mesmo horário, teve 600 mil. 

A Telemundo, principal concorrente da Univisión, estreou a produção original José José, o Príncipe da Canção, para bater de frente com O Rico e Lázaro. Fracassou: foi vista por 1,4 milhão de pessoas, 635 mil delas entre 18 e 49 anos. Os dados são do instituto Nielsen, que mede audiência de TV nos Estados Unidos.

A estreia de O Rico e Lázaro mantém o bom momento das tramas bíblicas da Record na Univisión: na sexta (12), Rei Davi chegou ao fim na liderança absoluta, com 2,1 milhões de espectadores e picos de 3,6 milhões. Deu mais audiência do que a concorrente Telemundo e a rede parceira UniMás somadas.

Além do bom desempenho com o público hispânico, as obras têm feito bonito no mercado norte-americano de uma forma geral. O fim de Rei Davi, por exemplo, ajudou a Univisión a ser a quinta rede aberta mais assistida da sexta-feira, à frente da The CW.

A produção estrelada por Leonardo Brício bateu ainda programas de redes maiores, como Agents of Shield, da ABC, e Taken, da NBC, no público-alvo de 18 a 49 anos.

As tramas baseadas na Bíblia fazem tanto sucesso com o público latino que foram promovidas da UniMás, rede secundária do mesmo grupo que controla a Univisión, para seu canal principal. Em julho de 2016, Os Dez Mandamentos, ainda exibida na nanica UniMás, chegou a bater a Telemundo, tradicional vice-líder.

Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
BBB 22: Pegação, ameaça de desistência e queridômetro sacodem edição paz e amorBBB 22: Luciano sabota sonho da fama e se frustra com número de seguidoresFinal de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semana

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas