Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

RACISMO

Marcão diz que foi vítima de armação com Ludmilla: 'Devia me pedir desculpa'

REPRODUÇÃO/REDETV!

Marcão do Povo no Superpop: fala polêmica sobre a cantora Ludmilla o alçou à fama nacional em 2017 - REPRODUÇÃO/REDETV!

Marcão do Povo no Superpop: fala polêmica sobre a cantora Ludmilla o alçou à fama nacional em 2017

GABRIEL VAQUER

Publicado em 23/4/2019 - 5h03

Âncora do Primeiro Impacto, do SBT, Marcos Paulo Ribeiro de Morais, o Marcão do Povo, disse que foi vítima de armação na polêmica envolvendo a cantora Ludmilla, a quem chamou de "pobre macaca" em janeiro de 2017, na versão de Brasília do Balanço Geral, da Record. Segundo o apresentador, o vídeo vazou porque ele estava crescendo na carreira. Ele também espera que a funkeira se desculpe.
Em entrevista na segunda (22) ao Superpop, da RedeTV!, Marcão defendeu a tese de que a expressão dita racista contra Ludmilla é comum na região em que nasceu. Citou que elas estariam em músicas dos sertanejos Gino & Geno e Eduardo Costa.
"Foi uma expressão que eu usei chamada pé de macaco, que está na música do Gino & Geno, do Eduardo Costa. Pé de macaco é uma pessoa que desdenha do próximo. No episódio que citei isso daí, ela se passou por Cátia pra não tirar foto. Poxa, se não quer tirar foto, não sai de casa, fica trancada no quarto. Aí eu falei que ela era pé de macaco como eu", disse o apresentador.
Marcão afirmou que o vídeo viralizou na internet 16 dias depois de a frase ter sido dita, quando ele estava prestes a ir para São Paulo apresentar um programa em rede nacional --na verdade, as ofensas ocorreram em 9 de janeiro de 2017, e vieram à tona oito dias depois, no dia 17.
"Dezesseis dias depois, soltaram isso daí. Eu tinha o convite de uma emissora, para vir fazer um programa em rede nacional. Isso foi montado. Estava crescendo, foi montado, porque não colocaram o teor certo. Editaram para me prejudicar. Eu já estava quase recebendo as passagens para fazer esse programa, aí soltaram isso na internet e eu fiquei chocado, por que eu não fiz nada", comentou.
Ainda ofendido com o caso, Marcão comentou que a cantora lhe devia pedir desculpas, pois não houve crime. Marcão terminou o assunto jogando um pouco de lenha na fogueira.
"O que eu devo falar, e o que ela deveria pedir, era desculpa para mim. Pedir desculpa! Se você olhar no código penal, no Google, se você consultar qualquer coisa, você vai notar que eu não cometi nada. Nem injúria, nem calúnia. Nada! O maior problema disso é que as algumas pessoas se aproveitam da cor da sua pele para tirar proveito das pessoas. Comigo não! Comigo é mais embaixo", detonou Marcão. 
"Porque ninguém falou de mim? Qual a diferença de mim para os outros? Somos todos igual, independente de raça. Nós não temos diferentes de ninguém, o problema é que eles querem é algo para poderem se sobressair de quem faz sucesso. Foi o pior momento da minha vida", desabafou o apresentador, indo às lágrimas. 

'Não somos amigos, somos colegas'

Ainda no Superpop, Marcão negou que se dê mal com Dudu Camargo, colega de apresentação no Primeiro Impacto, mas confessou que não é amigo do jovem. Recentemente, ele reclamou no ar na passagem de bastão do colega, que não parava de fazer desejos de bom dia para os telespectadores.
"A gente não se dá mal, somos colegas. Não somos amigos, mas somos colegas. Amigo é quando você chama alguém pra jantar na casa do outro, vai na casa do outro. E pra mim, pra chamar a outra pessoa de amigo, é pelo menos dez anos", concluiu Marcão.

Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Bolsonaro virou chacota na Globo! Nos Tempos do Imperador coleciona indiretasMitomaníaco, sem noção ou exibido? 5 vezes que Gui Araujo falou demais em A FazendaDe vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabia

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas