Acredita na Peruca

Luiz Fernando Guimarães revela insatisfação após 30 anos na Globo

Fotos: Juliana Coutinho/Multishow

Luiz Fernando Guimarães caracterizado como a personagem Eleonora em Acredita na Peruca - Fotos: Juliana Coutinho/Multishow

Luiz Fernando Guimarães caracterizado como a personagem Eleonora em Acredita na Peruca

MÁRCIA PEREIRA, no Rio de Janeiro - Publicado em 18/05/2015, às 06h20

Após trabalhar 30 anos na TV Globo, Luiz Fernando Guimarães se viu desempregado há um ano. Seu contrato venceu e não foi renovado. A solução foi procurar espaço na TV paga. Encontrou. A partir desta segunda-feira (18), ele dá vida à dona de salão Eleonora, protagonista da série Acredita na Peruca, no canal Multishow. O humorista, de 65 anos, conta que precisava ligar a TV e se ver em outro canal e não esconde uma certa mágoa de sua ex-casa. Divertics, em 2013, seu último trabalho na Globo, o deixou insatisfeito. "Poderia ser um programa bom, mas não era. Faltou tudo", dispara. 

Após se desligar da Globo, Guimarães passou um tempo pensando em projetos de teatro e curtindo a vida. Estava decidido a procurar o Multishow quando uma produtora entrou em contato para propor um projeto.

"Aí, eu virei e propus dois. Estava pronto para essa explosão. Eu queria fazer outra peça no Multishow, Como Vencer na Vida Sem Esforço. Mas eu estava com essa outra montagem na mão quando fui almoçar com os diretores do canal. A montagem se chama Impecável, vai estrear em setembro nos palcos, mas na TV ganhou esse nome, Acredita na Peruca", comenta o ator.

A ida dele para a TV paga foi uma união da fome com a vontade de comer. O ator não pensa em trabalhar em outro canal aberto. "Em um canal fechado, como o Multishow, a estrutura é mais fácil, você fala com o diretor do canal, não tem muitos departamentos, e o trabalho flui mais." 

Guimarães reconhece que fez programas bons, de sucesso, na Globo. Mas afirma que depois de 30 anos na emissora era hora de parar. "O contrato acabou e eu quis fazer outra coisa da minha vida que não tem a ver com trabalho, que é viver. Poder ficar ao deus-dará. Isso é um mérito porque eu tenho cabeça de bancário, tenho sempre dinheiro guardado. E foi o que eu fiz", diz.

O ator não sabe explicar o motivo do fiasco do Divertics. "Eu podia escolher minhas cenas, tinha um elenco bom, mas acho que não tem explicação [porque não deu certo]. O horário também era ingrato, pegou as férias do Esquenta. Talvez isso tenha me cansado. Eu queria ligar a TV e me ver fora da Globo porque lá você fica dois anos fora do ar e todo mundo acha que te viu ontem", declara.

Luiz Fernando Guimarães em cena de Acredita na Peruca; ator faz Eleonora e participações masculinas

Mulher com voz de homem e sem peitos

Em Acredita na Peruca, Luiz Fernando Guimarães vive uma mulher: Eleonora. Ela é uma ex-socialite, faz a linha ex-rica decadente, que fala absurdos de pobres e de quem mora na periferia. A personagem vira dona de um salão de beleza em Copacabana (zona sul do Rio de Janeiro), com vizinhos e funcionários muito malucos à sua volta.

O ator conta que já tinha feito uma ou outra mulher em cena, em pequenas participações, mas nunca se imaginou dando vida a uma mulher em 20 episódios de uma série de televisão. Ele não quis que Elenora tivesse peitos ou usasse saia. Para completar essa figura, o ator preferiu falar com sua voz normal, sem exageros e trejeitos. Ela é sofisticada na maior parte do tempo.

"Às vezes, sou feminina; às vezes, sou normal. Ela é uma mulher real, ela existe. Tenho bases e mulheres reais que usei para construir a Eleonora. Pessoas que são metidas, que agem como a Eleonora age. Tudo gira em torno dela. Tive a preocupação de fazer outros personagens masculinos em alguns episódios, pois sei lá o que poderia acontecer com a minha carreira", conta ele, às gargalhadas. 

Eleonora é um tipo marcante, como as antagonistas de novela que têm muito dinheiro. Seu humor é ácido. "No humor, você não é aquele personagem. Você pode falar coisas horríveis e as pessoas filtram. Sabem que não é o ator que é assim. No drama, as pessoas confundem mais o personagem com o ator e acontece até de te baterem na rua."

Fernanda Nobre, Eucir de Souza, Beto Carramanhos, João Gabriel Vasconcellos, Luiz Fernando Guimarães, Miá Mello, Gottsha e Claudia Missura posam no cenário da atração

A atração segue os moldes da sitcom, com um único cenário e plateia. Guimarães confidencia que não queria um programa assim. No entanto, o Multishow está investindo nesse formato. No final, ele acredita que deu muito certo. "A plateia sempre dá estímulo. Ri na hora errada, ou não ri de uma coisa que eu acho muito engraçada. Às vezes, não ri porque é uma coisa muito inteligente. É o ao vivo, é imprevisível. Isso acaba sendo muito engraçado."

O contrato com o Multishow foi feito somente para esta temporada, que começou a ser planejada em agosto do ano passado. No entanto, o ator acredita na peruca: "Aposto em uma segunda temporada. Duvido que não tenha". 

O elenco conta com Miá Mello, Gottsha, Fernanda Nobre, Claudia Missura, João Gabriel Vasconcellos, Beto Carramanhos e Eucir de Souza. O programa será exibido de segunda a sexta-feira, às 22h30. É uma produção da Guiza para o Multishow, com direção geral e texto de Charles Möeller.  

Acredita na Peruca é a segunda estreia do Multishow neste ano. Em abril, teve o lançamento de Tudo Pela Audiência. Em junho, o canal estreia o humorístico de Tom Cavalcante, o #PartiuShopping. Depois, em julho é a vez de Suburbanos, com Rodrigo Sant'Anna. Em agosto, tem os lançamentos da nova temporada de Trair e Coçar e de Ferdinando Show, com Marcos Majella. Está prevista para outubro a estreia da terceira temporada do Vai que Cola. Outros dois programas vão surgir em agosto, mas os nomes ainda não foram definidos. Tratam-se das atrações de Wellington Muniz, o Ceará, e Samantha Schmütz.  


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual foi o melhor reality da TV neste ano?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook