Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SEM CRÉDITOS

Jornal Nacional ignora CNN e Record ao anunciar Bolsonaro com coronavírus

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

William Bonner fazendo biquinho na bancada do Jornal Nacional e Jair Bolsonaro com cara de desespero

William Bonner voltou a ser festejado nas redes sociais ao criticar comportamento de Jair Bolsonaro

REDAÇÃO

Publicado em 7/7/2020 - 21h17

O Jornal Nacional decidiu omitir os nomes da CNN Brasil, da Record e da TV Brasil ao citar o resultado positivo do teste de Jair Bolsonaro para o novo coronavírus na noite desta terça-feira (7). O canal de notícias e as emissoras concorrentes foram os únicos a quem o presidente quis conceder entrevista e confirmar que contraiu a Covid-19.

"O presidente Jair Bolsonaro confirmou hoje que contraiu o novo coronavírus. Ele fez o anúncio para a TV estatal e outras duas emissoras. Nenhum dos demais órgãos de imprensa foram convidados. Bolsonaro disse que decidiu divulgar o resultado do teste feito ontem assim que ele saiu e que recebeu a notícia com naturalidade", anunciou William Bonner na abertura do noticiário.

Soou estranho o principal telejornal do país não dar os devidos créditos às concorrentes, já que em situações anteriores, quando outras emissoras deram furos de reportagem, o Jornal Nacional fez as devidas referências.

A omissão dos nomes das emissoras que deram a notícia em primeira mão voltou a ocorrer em um texto da repórter Claudia Bomtempo. Ao entrevistar o infectologista Jean Gorinchteyn, ela apenas disse que os jornalistas que estiveram com Bolsonaro pela manhã ficaram expostos à doença.

"Hoje o presidente defendeu o cuidado com os mais velhos. Mas o próprio Bolsonaro, que tem 65 anos, tem feito reuniões e tem participado de cerimônias, quase sempre sem máscara, e cumprimentado pessoas com apertos de mão e abraços. Outros integrantes da equipe de governo também estão no grupo de risco, como o ministro da Economia Paulo Guedes, que tem 70 anos."

"Este infectologista afirmou que o presidente hoje, no próprio anúncio sobre o resultado do exame, desrespeitou as regras de distanciamento social e botou em risco as emissoras de TV que foram convocadas", disse a repórter.

Jantar Nacional

William Bonner e Renata Vasconcellos se revezaram na sequência de "jantadas" que deram em Jair Bolsonaro ao citarem o resultado positivo do teste do novo coronavírus. Com semblantes de perplexidade, os âncoras deram ênfase às declarações e comportamentos controversos adotados pelo presidente após afirmar que estava doente.

"No anúncio desta manhã o presidente voltou a criticar as medidas de isolamento, repetiu que houve um superdimensionamento e que as medidas deveriam ser voltadas apenas para idosos acima de 65 anos ou com doenças pré-existentes. O presidente tem 65 anos", disse Bonner, com olhar sério.

"Bolsonaro não apresentou nenhum dado para amparar a afirmação de que o número de óbitos tem aumentado por outras causas e não pelo vírus. Ele citou o aumento de casos de suicídio e de doentes que não procuram os médicos por medo de se contaminar. Mais uma vez minimizando a tragédia da pandemia, o presidente disse que o coronavírus é como uma chuva, que vai atingir alguns, e outros não", explanou Renata.

Nas redes sociais, as reações à "jantada" foram imediatas. Confira algumas: 

Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Cinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas