Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DESVALORIZOU

Há sete anos sem reajuste, prêmio do BBB deixa de ser milionário

Pedro Curi/TV Globo

Munik Nunes comemora sua vitória no BBB 16: prêmio dela sofreu grande desvalorização - Pedro Curi/TV Globo

Munik Nunes comemora sua vitória no BBB 16: prêmio dela sofreu grande desvalorização

LUCIANO GUARALDO

Publicado em 26/1/2017 - 6h17

O prêmio de R$ 1,5 milhão entregue pelo Big Brother Brasil ao seu vencedor já não vale tanto quanto antes. Sem reajuste desde o BBB 10, quando saltou de R$ 1 milhão para o valor atual, a premiação do reality show sofreu com a inflação dos últimos sete anos. Um levantamento feito pelo Notícias da TV mostra que o poder de compra de R$ 1,5 milhão em 2010 hoje equivale a pouco mais de R$ 967 mil.

Agostinho Pascalicchio, professor de economia da Universidade Mackenzie, explica a diferença nos valores: "A inflação é medida com base numa cesta de mercadorias padrão e mostra o quanto o real perdeu de seu poder de compra. Ou seja, com o mesmo dinheiro de 2010, hoje você compra muito menos".

Com uma inflação acumulada de 55,06% no período de março de 2010 a dezembro de 2016, o prêmio do BBB perdeu mais de R$ 530 mil de seu poder de compra. O professor ressalta que a queda será ainda maior até a entrega do prêmio. "É algo natural, já que não foram inclusas no cálculo as inflações de janeiro, fevereiro e março deste ano", adianta.

Em 15 anos, Big Brother Brasil reajustou seu seu prêmio apenas duas vezes: em 2005, no BBB 5, Jean Wyllys se tornou o primeiro confinado a ganhar R$ 1 milhão _nas quatro primeiras edições, o prêmio era de R$ 500 mil. Cinco anos depois, um novo aumento de R$ 500 mil.

Era esperado que uma terceira mudança chegasse em 2015, mas ela não ocorreu. Assim, o poder de compra tem apenas caído ao longo dos anos desde o reajuste de 2010, como você confere na tabela:

Defasagem de R$ 825 mil
Se os valores dos prêmios pagos em todas as edições do reality fossem corrigidos para os dias de hoje, a quantia recebida pelo campeão do BBB 17 ficaria entre os cinco piores da história _apenas Kléber Bambam (BBB 1), Rodrigo Cowboy (BBB 2), Dhomini Ferreira (BBB 3) e Cida Santos (BBB 4) teriam ganho abaixo de R$ 1,5 milhão no valor reajustado.

Marcelo Dourado, campeão do BBB 10, é o líder no quesito faturamento: o prêmio que ele ganhou em 2010, reajustado, chega a R$ 2.325.900 hoje. Ou seja, a defasagem para o prêmio atual em relação a 2010 ultrapassa os R$ 825 mil. Um cálculo feito pelo economista José Augusto Panzarin mostra o valor corrigido dos prêmios de todas as edições. Veja:

As maiores desvalorizações, como mostra a tabela, ocorreram em 2003, 2013, 2015 e 2016. "Foram anos em que a inflação teve índices maiores. Em 2002 e 2015, por exemplo, ela ultrapassou a taxa de 10% ao ano", aponta Panzarin.

Procurada pela reportagem, a Globo não se pronunciou até a conclusão deste texto.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Além de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na Globo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas