Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

MISSAS PROIBIDAS

Grupo católico que tentou censurar Porta dos Fundos pede liberação de igrejas

REPRODUÇÃO/NETFLIX

O ator Gregório Duvivier caracterizado como o personagem Jesus do especial de Natal do Porta dos Fundos de 2019

Gregório Duvivier como o Jesus do primeiro especial de Natal do Porta dos Fundos, da Netflix

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 6/4/2021 - 12h42

O grupo católico que tentou censurar o Porta dos Fundos em 2019 agora está pedindo a liberação das igrejas em meio à pandemia da Covid-19. O Centro Dom Bosco de Fé e Cultura chegou a conseguir na Justiça uma liminar para que fosse tirado da Netflix o primeiro Especial de Natal, em que Gregório Duvivier interpretou Jesus como homossexual, mas a produtora conseguiu recorrer da decisão na época.

No sábado (3), o ministro do Supremo Tribunal Federal Kassio Nunes Marques foi contra a recomendação de autoridades sanitárias para proibir as cerimônias religiosas e assim evitar aglomerações no pior momento da pandemia da Covid-19 e acatou um pedido da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure) para liberar missas em Minas Gerais. 

Entretanto, o ministro do STF Gilmar Mendes derrubou a liminar que liberaria igrejas no Estado de São Paulo.

De acordo com a coluna de Ancelmo Gois no jornal O Globo desta terça (6), os religiosos estão cobrando para que Mendes reconsidere o impedimento a realizações de cultos, já que o magistrado negou a ação do PSD (Partido Social Democrático) para liberar as cerimônias católicas em São Paulo.

O Centro Dom Bosco de Fé e Cultura argumenta em seu pedido para a liberação que "o Brasil está na contramão do mundo ao vetar a liberdade religiosa em todo o território nacional". As missas e cultos estão proibidos devido ao ápice da crise sanitária, que já matou mais 330 mil brasileiros. 

Os advogados do grupo católico também pedem para que o STF impeça qualquer ordem que proíba "o livre exercício do direito fundamental à liberdade religiosa".

O Centro Dom Bosco é o mesmo que em 2019 conseguiu uma decisão na Justiça para censurar a exibição do do Especial de Natal do Porta dos Fundos, na Netflix. No filme de comédia, Jesus volta do deserto com um namorado, interpretado por Fábio Porchat, e o apresenta à família.

Na época, a produtora recorreu da decisão, e o STF reviu o processo analisado primeiramente pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e manteve a produção no ar. 


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e confira o nosso boletim diário com os principais destaques do dia


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do final de Amor de Mãe?