Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Memória da TV

Em 1984, Globo transformou novela em game show para enfrentar Silvio Santos

Reprodução/TV Globo

O ex-locutor esportivo Osmar Santos apresenta o Guerra dos Sexos, em 1984 - Reprodução/TV Globo

O ex-locutor esportivo Osmar Santos apresenta o Guerra dos Sexos, em 1984

THELL DE CASTRO

Publicado em 27/3/2016 - 7h52

Na história da televisão, há vários casos de personagens ou tramas de novelas e séries que se destacaram e ganharam seus próprios programas, especialmente nos Estados Unidos. No início de 1984, a Globo inovou e aproveitou o sucesso da novela Guerra dos Sexos, de Silvio de Abreu, para criar um game show com o mesmo título. A atração, no entanto, fracassou na missão de derrotar Silvio Santos e não teve vida longa.

O programa, que usou parte da abertura e a mesma logomarca da novela, representava um novo desafio na carreira do narrador esportivo Osmar Santos, famoso por criar bordões em suas transmissões no rádio. Guerra dos Sexos foi criado por Lula Torres, Mauro Wilson, Andrea D’Amato, Antônio Fonseca e Odilon Coutinho, que também era o diretor-geral.

A fórmula era simples: um jogo de perguntas e respostas com questões de múltipla escolha sobre cultura, esportes e outros fatos do conhecimento geral. As equipes feminina e masculina, somavam pontos conforme acertavam as respostas, reveladas num telão por personalidades convidadas.

No primeiro programa, em 25 de março de 1984, portanto há 33 anos, participaram os casais Zico, então jogador do Flamengo, e Sandra; Bernard, ídolo da seleção de vôlei, e Michele; e Carlos Eduardo Dolabella e Pepita Rodrigues. Como convidados para responder as perguntas apareceram Roberto Carlos, Chico Anysio, Jô Soares, Tony Ramos e Ronald Golias, entre outros.

O público também podia participar, enviando cartas e concorrendo a prêmios variados, que iam de camisetas do programa a aparelhos de TV.

Bernard, Carlos Eduardo Dolabella e Zico no primeiro Guerra dos Sexos, em 1984

Tentativa em vão

 Guerra dos Sexos foi mais uma tentativa da Globo de preencher as tardes de domingo com atrações que chamassem a atração do público e detivessem Silvio Santos no SBT _emissora que, naquele momento, estava havia menos de três anos no ar.

Apesar da boa recepção do público, ainda não foi dessa vez que a Globo achou um concorrente de peso para desbancar Silvio Santos. Guerra dos Sexos ficou no ar somente até 30 de dezembro de 1984.

Osmar Santos continuou na emissora e foi o titular nas transmissões da Copa do Mundo de 1986. Posteriormente, se transferiu para a Manchete e continuou fazendo história no rádio paulista. Em 1994, sofreu um grave acidente de carro no interior de São Paulo e ficou com diversas sequelas, encerrando prematuramente sua carreira. Desde que se recuperou, dedica-se à pintura.

Quanto à Globo, somente em 1989, com a chegada de Fausto Silva para comandar o Domingão do Faustão, a emissora conseguiu fazer frente ao SBT nas tardes de domingo, mesmo com os altos e baixos dos anos seguintes, principalmente na guerra contra Gugu Liberato e o Domingo Legal.


THELL DE CASTRO é jornalista, editor do site TV História e autor do livro Dicionário da Televisão Brasileira (Editora InHouse). Siga no Twitter: @thelldecastro


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do final de Amor de Mãe?