JORNAL HOJE

Depois de criticar Maju, Carla Vilhena volta atrás: 'Cometi um erro'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Carla Vilhena no estúdio do Jornal Nacional no Rio de Janeiro

Carla Vilhena no Jornal Nacional em 2017; jornalista se desculpou em sua rede social

REDAÇÃO - Publicado em 29/10/2019, às 10h47 - Atualizado às 16h28

Após receber críticas de internautas por reclamar da cobertura da Globo sobre a morte do diretor Jorge Fernando, Carla Vilhena voltou ao Twitter na noite de segunda-feira (28) para pedir desculpas a Maria Júlia Coutinho, que ela havia chamado de "inexperiente". "Cometi um erro de avaliação", disse ao se desculpar pelas publicações.

"O que poderia ser uma dica para apresentação acabou sendo interpretado como uma ofensa. Por isso, peço humildemente desculpas pelo erro. E à Maju, desejo mais sucesso", escreveu a ex-apresentadora na postagem mais recente.

As publicações de Carla Vilhena que causaram revolta na rede social diziam que Maria Júlia Coutinho e a repórter Raquel Honorato foram excessivas ao dar a notícia da morte de Jorge Fernando, que aconteceu na noite de domingo (27).

"Por mais que ele tenha sido divertido em vida, está morto. Repórter, não precisa berrar tanto. Apresentadora, vamos evitar rir depois das cenas de arquivo, enquanto lê a frase 'o corpo do diretor'", publicou a ex-jornalista da Globo pouco após a exibição do obituário do diretor no JH.

Carla, que comandou o Jornal Hoje entre 2001 e 2003, evitou citar nomes em suas publicações na rede social. Porém, ela foi questionada por um internauta identificado como Juliano Rodrigo, que respondeu um de seus tweets citando o perfil da atual âncora do noticiário. Após a marcação, ela deu a entender que Maju é inexperiente.

"Acredito que minhas dicas não sirvam para ela, mas talvez para estudantes de Jornalismo que queiram aprender com minha experiência", respondeu a Carla. "Ninguém é tão bom que nunca possa aprender nada", retrucou o usuário.

"Maju é ótima. Não estou em posição de criticá-la. É uma dica simples de algo que se aprende com a experiência. Questão de respeito. Eu não gostaria que gargalhassem dando notícia da morte de alguém próximo a mim", respondeu a jornalista. "Muita água tem que rolar para alguém ficar seguro na apresentação de um jornal ao vivo", escreveu a ex-Globo.

Em resposta a outro internauta, que utiliza o nome Fábio Adriant no Twitter, a jornalista disse que "optaria por uma reação mais discreta". "É isso que ensino para os meus alunos. Menos é mais", concluiu Carla, que dá palestras sobre a profissão em faculdades de Jornalismo.

Na tarde desta terça-feira (29), Carla Vilhena voltou a rede social e disse que está sendo vítima de um "linchamento virtual". "Já me desculpei, no público e no privado. A Maju me perdoou, mas os linchadores não", publicou a jornalista.

Veja as novas publicações de Carla Vilhena:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é a mãe mais surtada de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook