Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CONVERSA COM BIAL

Bon Jovi aposta em 'acerto de contas' após chegada de Biden à presidência dos EUA

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Jon Bon Jovi olha para a câmera, usa camiseta preta e jaqueta preta

Jon Bon Jovi durante o programa Conversa com Bial na madrugada desta sexta-feira (23)

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 23/4/2021 - 3h28

Jon Bon Jovi falou sobre suas expectativas após a chegada de Joe Biden à presidência dos Estados Unidos. O cantor destacou que, com a saída de Donald Trump do governo, o momento precisa ser de união. "Acerto de contas", disse o músico.

Em entrevista ao programa Conversa com Bial, da Globo, o astro de 59 anos, comentou sobre o que o levou a escolher a música Here Comes The Sun, dos Beatles, para a cerimônia de posse de Biden, que aconteceu em 20 de janeiro deste ano. 

"Espero, para o bem da nossa nação e de qualquer influência que tenhamos nas outras nações, que estejamos testemunhando um acerto de contas em muitos aspectos. Quer seja devido à pandemia ou a nossa tomada de consciência de que é hora de lidar com o racismo diretamente, independentemente da sua afiliação política", comentou ele. 

"O que espero é que seja uma oportunidade para a nossa nação se unir e ter conversas. Não é para determinar quem está certo e quem está errado. Isso não é uma conversa", continuou Bon Jovi. 

Em outro trecho da entrevista, o artista ainda comentou sobre a canção Do What You Can, single de seu álbum mais recente, 2020. Segundo ele, a música tem como objetivo trazer mais empatia e solidariedade para o momento atual, referindo-se à pandemia da Covid-19. 

Bon Jovi explicou que a letra da música acabou surgindo justamente em um momento no qual ele e sua esposa, Dorothea Hurley, estavam preparando refeições para pessoas necessitadas. 

"[A canção] Surgiu para mim há um ano, bem no início do que se tornou a pandemia. Todos nós estávamos incertos sobre o futuro, tanto em Nova Jersey, quanto em qualquer lugar do Brasil. Ainda assim, nos tínhamos total consciência, minha mulher e eu, nos nossos restaurantes, de que as pessoas precisariam de comida", lembrou o famoso. 

"Minha mulher tirou uma foto minha e queria postar nas redes sociais para avisar as pessoas quando estaríamos na cozinha e quais eram os horários [para a retirada das refeições]. Eu nem sabia que ela tinha tirado a foto. Quando ela me mostrou e pediu a minha opinião, com relação aos horários e dias, respondi: 'Se não pode fazer o que faz, faça o que pode'. No dia seguinte percebi que era uma música, então sentei e escrevi. Foi um chamado para a ação. Se você não sabe cantar, pode ajudar sua comunidade. A música é sobre isso", completou ele. 


Leia também

Web Stories

+
De violência doméstica a desemprego: Como está o elenco de Roque SanteiroDe Fernanda Montenegro a Sônia Braga: Cinco atrizes que entraram para a históriaDe série com Liniker a nova temporada de Elite: Confira os lançamentos da semanaBastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãs

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou de ver Tiago Leifert no comando da Super Dança dos Famosos?