Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Humor+Game

Bombardeado, Tomara que Caia constrange a Globo e ganha piadas

Paulo Belote/TV Globo

Heloísa Périssé e Marcelo Serrado em ensaio do episódio de estreia de Tomara que Caia, da Globo - Paulo Belote/TV Globo

Heloísa Périssé e Marcelo Serrado em ensaio do episódio de estreia de Tomara que Caia, da Globo

DANIEL CASTRO

Publicado em 23/7/2015 - 6h01

Bombardeado nas redes sociais, o novo programa da Globo, Tomara que Caia, também está sendo duramente criticado nos bastidores da emissora. Sob a condição de não terem suas identidades reveladas, importantes profissionais da área artística se referem à mistura de game e humorístico como "constrangedoramente ruim" e "artisticamente medíocre".

Mas a cúpula da emissora aposta no formato, que rendeu boa audiência, 13 pontos. Já no próximo domingo, o programa sofrerá ajustes: ganhará mais piadas, maior agilidade na troca de grupos em cena e mais interação com a plateia. Poderá ficar mais curto e haverá menos trolagens, para que as cenas fluam melhor. Suas regras também ficarão mais claras, serão explicadas pelos atores. Os Barbixas continuam como convidados.

No programa, dois grupos de humoristas de quatro atores cada um encenam ao vivo um roteiro previamente ensaiado. Durante a encenação, eles são trolados, recebem tarefas como falar o texto gaguejando ou pulando. O público no auditório e em casa, via aplicativo de celular, avalia o desempenho. Se for rejeitado, o grupo que está encenando deixa o palco e é substituído pelo outro grupo, que segue o roteiro do ponto em que parou.

Na Globo, a avaliação geral é de que o primeiro programa foi sem graça e com parte do elenco nervoso (Ricardo Tozzi, por exemplo, não conseguiu gaguejar). Avalia-se também que a atração ficou longa demais. Se tivessem sido feitos mais pilotos (programa-teste), parte do vexame teria sido evitado.

Os mais hostis ao projeto dentro da Globo afirmam que o diretor de gênero J.B. de Oliveira, o Boninho, pagou mico ao alardear que o programa traria um formato inédito. Para muitos, o Tomara que Caia é um pastiche do Quinta Categoria, realizado pela MTV. Os simpáticos ao programa discordam. Acham o formato realmente novo e promissor. Mas precisa de ajustes.

Antes de estrear, o programa sofreu boicote dentro da própria Globo. A emissora teve dificuldades para montar o elenco. Vários humoristas recusaram convites. Há um racha nos bastidores: o responsável pelo humor na Globo é Guel Arraes, e o Tomara que Caia é da alçada de Boninho, responsável por realities e programas como o Mais Você e Encontro.

A próxima edição do Tomara que Caia será crucial para o programa. Ela poderá mudar a imagem ruim que projetou dentro da própria emissora. Ou não.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?